Supply Chain

Grande centro europeu da Alibaba abrirá na Bélgica em 2021

Grande centro europeu da Alibaba abrirá na Bélgica em 2021

gigante chinês de comércio eletrónico Alibaba escolheu a cidade belga de Liège como a localização para o seu centro europeu. Embora nos últimos meses existissem rumores sobre a possibilidade de tal plataforma fosse instalada no sul da França ou Barcelona, a escolha final recaiu na cidade belga.

O anúncio oficial foi feito como resultado do acordo assinado entre a Alibaba e o governo da Bélgica para promover as operações comerciais sob a égide da iniciativa Electronic World Trade Platfom (eWTP).

A este respeito, e a fim de ter uma infraestrutura para apoiar as operações transfronteiriças das PME, a Cainiao Smart Logistics Network, subsidiária de logística da Alibaba, assinou um acordo com o Aeroporto de Liège para construir um centro de 220.000 m2 neste espaço. Com um investimento inicial de 75 milhões euros, a primeira fase do hub estará operacional no início de 2021.

O novo centro de logística inteligente será a pedra angular da colaboração da infraestrutura de eWTP, com a Alibaba, desempenhando um papel fundamental como facilitador de operações de negócios na China, como parte do compromisso do grupo de servir como “Portal para a China” e ajudar para importar produtos no valor de 200.000 milhões de dólares nos próximos cinco anos.

A iniciativa eWTP busca reduzir as barreiras que às vezes envolvem o comércio global por meio do comércio eletrónico para pequenas e médias empresas. A iniciativa multissetorial liderada pelo setor privado oferece às PME acesso mais fácil a novos mercados por meio de regulamentações simples e direta, bem como suporte em serviços de logística, financiamento, computação em nuvem e pagamentos móveis.

Apostando no mercado europeu

O anúncio deste novo hub não é a única novidade que a gigante chinesa de comércio eletrónico efetuou nas últimas semanas e que demonstra o interesse em expandir-se para o mercado europeu, onde terá a concorrência da Amazon.

Além da conferência realizada em Portugal, na qual convidou as PME portuguesas em apostar no mercado chinês e de um acordo assinado com o AICEP, também em Espanha, a Alibaba assinou um acordo com o El Corte Inglés “para desenvolver uma estreita colaboração nas áreas do retalho e distribuição, serviços de computação em nuvem, inovação digital e pagamentos móveis”.

Em ambos os casos, o objetivo é tirar proveito dos pontos fortes e das diferentes unidades de negócios e empresas associadas, incluindo Tmall, Tmall Global, Alibaba Cloud, Alipay e AliExpress.