Produção

77% das matérias-primas agrícolas da Nestlé já são certificadas como livres de desflorestação

Nestlé Portugal já criou mais de 1600 oportunidades de emprego jovem desde 2014

Três quartos (77%) das matérias-primas agrícolas da Nestlé já estão certificadas como livres de desflorestação. De acordo com a empresa, trata-se de “um marco importante” para a companhia que estabeleceu um objetivo de “desflorestação zero” na sua cadeia de abastecimento.

Este compromisso foi assumido pela empresa em 2010 que pretende garantir que, até 2020, a nível global, nenhum dos seus produtos esteja associado à desflorestação. “Ao longo dos anos, a empresa trabalhou com parceiros como a Airbus and Earthworm Foundation e os seus fornecedores para identificar áreas de risco de desflorestação. Para atingir esse objetivo, a empresa está a utilizar uma combinação de ferramentas, incluindo a certificação, o mapeamento da cadeia de fornecimento, a verificação no terreno e por meio de imagens de satélite do sistema Starling”, explica a Nestlé.

A Nestlé está agora a utilizar o sistema Starling para monitorizar toda a sua cadeia de fornecimento de óleo de palma, está a realizar testes piloto em celulose e papel e planeia estender esses pilotos à soja até ao final de 2019.

Magdi Batato, Vice-Presidente Executivo e Chefe de Operações da Nestlé, explica que “a Inovação e a tecnologia como as do sistema Starling estão a acelerar o nosso caminho rumo à desflorestação zero. Isso está a transformar a forma como gerimos os riscos de desflorestação na nossa cadeia de fornecimento de óleo de palma – estamos a utilizar essa ferramenta para responsabilizar os nossos fornecedores e a nós mesmos. Estamos satisfeitos com o nosso progresso, mas há muito mais a fazer. Os últimos quilómetros a percorrer são sempre os mais difíceis.”