Retalho

Walmart retira produtos da Google

Walmart retira produtos da Google

A Walmart retirou os seus produtos do Google Express e do Google Shopping Actions, duas das iniciativas de retalho da gigante de tecnologia, segundo avança a Bloomberg.

O maior retalhista do mundo colocou os seus produtos na plataforma de compras do Google Express no final de 2017, com os dois grupos, na altura, a pretenderem trabalhar juntos para aumentar o desempenho do comércio eletrónico, apesar do domínio da Amazon.

Em março de 2018, o Google lançou o Shopping Actions – uma iniciativa que visava ajudar os retalhistas a vender em todos os canais, com os produtos a aparecer em todos os dispositivos, criando um carrinho de compras universal e permitindo aos clientes vincularem contas ao cliente através da Google como um dos seus primeiros parceiros. Mas a colaboração das empresas nessas duas áreas chegou a um fim abrupto.

A Walmart está a aumentar a operação das suas próprias plataformas de e-commerce, existindo, contudo, ainda oportunidades para o retalhista e a Google continuarem trabalhando juntos.

À medida que cresce o foco no mercado, é possível que a Walmart só queira vender no seu próprio site para atrair mais consumidores. E embora a saída do Google Express elimine sua presença no ecossistema de compras de voz da Google, a Walmart está a criar o seu próprio software que funcionará com o Assistente da Google. Além disso, as empresas mantêm uma parceria estratégica noutros negócios, incluindo o Google Ads.

Perder o maior retalhista do mundo pode prejudicar os esforços de comércio eletrónico da Google, mas os analistas referem que deverá ser capaz de sobreviver à perda.