Quantcast
Retalho

AHRESP defende funcionamento de ‘take-away’, ‘delivery’ e ‘drive-thru’ durante novo confinamento

takeaway

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) apela ao Governo que, face a um novo confinamento e ao encerramento dos estabelecimentos de restauração e similares ao público, seja permitido, o respetivo funcionamento em regime de delivery (entregas ao domicílio) e take-away, neste último incluindo o funcionamento em regime de drive-thru.

Em comunicado, a AHRESP apela para “a necessidade de um novo quadro de apoio às empresas e seus trabalhadores”.  A associação também deixa apelos para que o alojamento e a restauração sejam elegíveis no novo Programa de Apoio à Produção Nacional.

Quanto ao novo confinamento, a associação afirma que as “empresas devem preparar-se para uma eventual mudança na operação”. A AHRESP relembra que possui guias de boas práticas, validadas pela Direção-Geral da Saúde (DGS), e vídeos disponíveis no seu site, que podem ser consultados pelas empresas. Também nota que a “DGS publicou regras específicas para estafetas, que devem ser seguidas e recomendadas a estes profissionais pelos próprios estabelecimentos”.

Em caso de se avançar para delivery ou take-away, a AHRESP afirma que “os estabelecimentos poderão determinar aos seus trabalhadores, desde que com o seu consentimento, a participação nas respetivas atividades, ainda que as mesmas não integrem o objeto dos respetivos contratos de trabalho”. A associação compromete-se a atualizar os dísticos de afixação obrigatória, disponibilizados pela própria associação, assim que seja publicada regulamentação da nova situação.