Quantcast
Marcas

Reputação: Continente ganha no retalho, Nestlé ganha nos fabricantes

Reputação_Marcas

O Continente é a marca com melhor índice de reputação, segundo o estudo de Reputação e Relação Emocional das marcas com os cidadãos, efetuado pela consultora OnStrategy, e no qual insígnia da Sonae alcança 78,3 pontos (pts). No setor do retalho, destaque ainda para o Lidl que apresenta o maior crescimento do índice (+2,1 pontos).

O estudo que foi realizado durante os primeiros seis meses do período de pandemia (01 de março a 31 de agosto) no âmbito do estudo anual RepScore, coloca na liderança do setor da Alimentação e Bebidas a Nestlé com 81,4 pontos, sendo que foi a Super Bock que maior crescimento registou no índice (+5,3 pontos).

Na Higiene Pessoal e do Lar, a L’Oréal é quem lidera com 77,8 pontos, aparecendo a Colgate como a marca que maior evolução obteve neste período de seis meses (+0,6 pontos). Já nos Jogos e Entretenimento, destaque para a liderança da LEGO com melhor índice (81,6pts) e Playstation com maior crescimento do índice (+1,8pts).

De referir que. Sectorialmente, foram selecionadas 23 indústrias, e numa escala de 100 pontos, o estudo destaca duas marcas: a Google como a marca com melhor índice de reputação e relação emocional com 83,3 pontos e a Zoom como a marca que registou o maior crescimento deste índice em comparação com o período pré pandemia com 69,6 pontos (15,4 pontos).

Pedro Tavares, Partner e CEO da OnStrategy, refere que ao analisar os resultados deste índice “verificamos que existe resiliência da relação das marcas com o público e apesar de ganhos e perdas mais ou menos significativos, o conjunto das mais de 2.000 marcas auditadas regista um crescimento de 2 pontos durante os 6 meses do período de pandemia”.

O mesmo responsável adianta ainda que “face ao novo normal, e porque se tratam de industrias com marcas fortes que tendem a ganhar em períodos de crise, não é de estranhar o fortalecimento na relação dos cidadãos com setores como crédito ao consumo (11pts), tecnologia (4pts), saúde e bem estar (4pts), alimentação e bebidas (4pts), multimédia e telecomunicações (3pts), sistemas de pagamento (3pts) e farmacêuticas (3pts)”.

Por fim, Pedro Tavares conclui que “também nestes tempos de mudança a tecnologia associada a produtos, serviço e inovação torna-se ainda mais relevante e nesse sentido marcas como a Google e o Zoom estarem a registar estes destaques respetivamente como a marca com melhor índice de reputação e relação emocional e a marca que registou o maior crescimento deste índice em comparação com o período pré pandemia.”