Quantcast
Retalho

Vendas da Brico Depôt Iberia aumentam 2,3% durante o primeiro semestre

Vendas da Brico Depôt Iberia aumentam 2,3% durante o primeiro semestre

A Brico Depôt Iberia aumentou as suas vendas LFL (Like-For-Like) em 2,3% para 196 milhões de libras durante o primeiro semestre do ano, com um aumento significativo de 4,4% durante o segundo trimestre. Da mesma forma, as vendas LFL a três anos aumentaram 15,6% e o lucro retalhista foi de 6 milhões de libras.

Por seu lado, a Kingfisher, empresa-mãe da Brico Depôt Iberia, atingiu vendas totais de 6,8 mil milhões de libras, seguindo a mesma tendência da Península Ibérica, com vendas superiores durante o segundo trimestre do ano. Da mesma forma, as vendas LFL a três anos aumentaram 16,6%.

 

“A Kingfisher alcançou um primeiro semestre de vendas muito sólido. Apesar de ter de lidar com um ambiente desafiador e comparações muito fortes face ao ano anterior, as vendas LFL cresceram 16,6% acima do níveis pré-pandemia”, afirma o CEO da Kingfisher, Thierry Garnier.

No entanto, alerta que “olhando para os próximos meses, apesar das vendas até ao momento estarem em linha com as nossas expectativas, enfrentamos perspetivas económicas incertas”. “Em termos de estratégia, manteremos uma execução sólida e contínua, focada no crescimento das vendas e da quota de mercado, na gestão eficaz da nossa margem bruta e na adaptação dos nossos custos e stocks às condições de mercado”, acrescenta.

 

Perspetivas da Brico Depôt Iberia para o segundo semestre

As vendas LFL do terceiro trimestre (até 17 de setembro de 2022) aumentaram 15,2% a três anos, caindo 0,7% num ano. Os resultados do primeiro semestre e o desempenho atual do terceiro trimestre estão alinhados com as previsões de lucro ajustado antes de impostos para o ano fiscal de 22/23 (770 milhões de libras), conforme definido no início do ano.

 

Para enfrentar o segundo semestre do ano – e dada a situação atual – vários cenários comerciais estão a ser testados para enfrentar um ambiente macroeconómico incerto. Esses cenários apontam para uma série de resultados para o lucro ajustado antes de impostos do ano fiscal 22/23 entre os 730 milhões e 770 milhões de libras.