Retalho

Mercadona apresenta estratégia para o mercado nacional ao Presidente da República

Mercadona apresenta estratégia para o mercado nacional ao Presidente da República

O Presidente da Mercadona, Juan Roig, esteve esta sexta-feira (9 de dezembro) reunido com o Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, para abordar o investimento da cadeia de distribuição espanhola no país. A Mercadona anunciou em 2016 a entrada no mercado português, com as primeiras lojas da insígnia a abrirem portas já no próximo ano.

Em setembro deste ano, a cadeia de distribuição anunciou a decisão de abrir entre 8 a 10 unidades em Portugal já no segundo semestre de 2019. Este número de aberturas deverá ser definido em função da evolução das licenças e das obras das lojas, disse na altura a empresa.

As primeiras lojas da Mercadona em Portugal abrirão nos distritos do Porto, Braga e Aveiro e representam um investimento de 25 milhões de euros aos quais se somam mais 75 milhões de euros com as restantes aberturas anunciadas em setembro.

Os investimentos anunciados pela companhia em Portugal contemplam ainda uma plataforma logística, com 50 mil metros quadrados, na Póvoa do Varzim, assim como um Centro de Coinovação em Matosinhos, que já está em funcionamento e que tem como objetivo “procurar inspiração e colaborar com os seus ‘chefes’, nome que a Mercadona dá internamente aos seus clientes, para adaptar a sua oferta aos hábitos do consumidor português. Para isso, a cadeia de supermercados irá desenvolver com eles produtos que correspondam aos seus gostos, detetará as suas necessidades quanto aos produtos que compõem o seu cabaz de compras habitual e poderá, desta forma, introduzir melhorias e lançar inovações nos cinco negócios que englobam todos os produtos comercializados pela Mercadona: alimentação (Frescos e Secos), bebidas, limpeza do lar, higiene pessoal e cuidados com os animais de estimação.”