Produção

Região do Tejo aumenta certificação de vinhos em mais de 70%

Vinhos do Tejo

A região do Tejo aumentou em 71,8% a certificação de vinhos face ao ano anterior. Segundo a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo, passou de 13,5 milhões de litros para 23,3 milhões de litros de vinho certificado. A região produz um total de 61 milhões de litros, assim, 38% desta produção já tem certificação.

O investimento na certificação dos Vinhos do Tejo reflete-se também no aumento da quantidade. Em 2019, a produção aumentou cerca de 30% .

“Este crescimento exponencial deve-se ao esforço de toda a Região e não de apenas alguns agentes económicos e, por isso, estamos todos de parabéns; no entanto, ainda estamos longe do grau de certificação das maiores regiões vitivinícolas portuguesas, que chegam a certificar a quase totalidade do vinho que produzem”, indica Luís de Castro, Presidente da Comissão Vitivinícola Regional do Tejo.

O progresso desta atividade económica na região está relacionado com o aumento das exportações – com destaque para o Brasil, Polónia, Inglaterra, Alemanha e China –, bem como o aumento do interesse demonstrado pelos consumidores nacionais pelos vinhos certificados de origem ‘Tejo’, quer no canal HoReCa, quer por intermédio da distribuição.

A certificação dos vinhos é uma forma de valorizar a região, as suas uvas e, consequentemente, os vinhos, promovendo a economia local.