Quantcast
Contact Centers

Conheça as seis tendências que estão a transformar a indústria dos Contact Centers

iStock

A Call Centre Management Association (CCMA) e o Puzzel – um dos principais fornecedores de Contact Center as a Service (CCaaS) – realizaram uma investigação sobre a evolução dos contact centers e identificaram seis tendências que estão a transformar a indústria.

Esta é a primeira de três vagas do programa de investigação lançado para explorar a direção da indústria, o papel estratégico do contact centers e o desenvolvimento de novos modelos operacionais.

 

“Ficou claro ao falar com os representantes de organizações incluindo LEGO, Paymentsense, Action Fraud, Dixons Carphone, esure e Estée Lauder que havia muito a descobrir”, disse Leigh Hopwood, CEO do CCMA. “Queríamos compreender melhor como o coronavírus tinha afetado os contact centers do ponto de vista do cliente, colega, operacional e tecnológico, e mais importante ainda, o que os contact centers estão a fazer em resposta a esta mudança para a evolução a longo prazo da indústria”.

Foi com base nesta análise que o director de Investigação do CCMA, Stephen Yap, anunciou as seis tendências da indústria num seminário online do CCMA.

 

“Grande parte da transformação que estamos a ver nos contact centers já estava a começar a acontecer. A pandemia acelerou esta evolução e trouxe em foco a necessidade real de mudança em todas as operações dos contact centers, e não apenas naquelas que lideravam”.

De acordo com vários focus groups grupos de foco, as seis tendências que descobriram foram:

  1. Ser ágil proporciona resultados
 

A rápida implementação de mudanças operacionais introduziu princípios ágeis aos centros de contacto, que terão um impacto duradouro.

  1. O teletrabalho é para ficar

O trabalho flexível tornar-se-á a norma, com algumas organizações já transitadas para um modelo baseado principalmente à distância, reorganizando os processos de recrutamento e formação para se adequarem à nova realidade.

  1. Os comportamentos dos clientes estão a mudar