Quantcast
Retalho

Planos B e metaverso são algumas das principais tendências de consumo para 2022

O Euromonitor International, empresa global de pesquisa de mercado, divulgou, em comunicado, as tendências que vão motivar o comportamento dos consumidores e desafiar estratégias de negócios neste ano, através do relatório “10 Principais Tendências Globais de Consumo 2022”. Entre elas, estão os planos B, o clima e o metaverso.

  1. Sempre com um Plano B

Em 2021, 28% dos consumidores tentou comprar produtos e serviços de origem local. De acordo com a empresa, este tipo de abordagem deverá manter-se como forma para estes comprarem os seus produtos desejados ou pesquisar as próximas melhores opções diante da grande escassez causada por interrupções das cadeias de abastecimento.

 

Apesar de o relatório antecipar que, no final do ano, as cadeias de abastecimento deverão estabilizar, os novos hábitos de compra vão ditar como os consumidores descobrem e selecionam os produtos, desde marcas de origem local até marcas vendidas diretamente ao consumidor ou mesmo serviços de assinatura.

Dessa maneira, o Euromonitor aconselha que as “empresas e distribuidores devem usar dados para melhorar a visibilidade da cadeia de suprimentos, aprimorar as operações e repensar investimentos”.

  1. Agentes do Clima

 

Em 2021, 35% dos consumidores no mundo reduziram ativamente as suas emissões de carbono e 67% tentaram causar um impacto positivo no meio ambiente por meio das suas ações quotidianas.

Dessa maneira, a empresa de pesquisa de mercado alerta que “quanto mais ofertas se alinharem com as expectativas dos Agentes do Clima, mais as marcas verão os seus produtos e serviços repercutirem”.

  1. Idosos Digitais

 

“A pandemia ampliou a mente dos consumidores mais idosos para os benefícios do mundo digital”, conclui a empresa.

Dessa maneira, a “tecnologia fácil de usar e soluções contínuas combinadas com comunicação frente a frente definirão o futuro da inclusão digital para idosos”, sendo por isso necessário construir um plano ágil direcionado para idosos digitais e novatos na área.

  1. Aficionados Financeiros

 

O Euromonitor recomenda que os retalhistas e marcas devem colaborar com empresas de serviços financeiros para facilitar formas alternativas de pagamento, como criptomoedas ou “compre agora e pague depois”, uma vez que os consumidores estão a ampliar os seus conhecimentos e segurança em matéria financeira.

  1. Grande Renovação da Vida

O foco no desenvolvimento pessoal e bem-estar por parte dos consumidores, no entender da Euromonitor, deve ser acompanhado por estratégias de marketing para reconhecer e apoiar as decisões dos consumidores de agir. “As empresas precisam oferecer políticas e produtos que agreguem valor e apoiem o crescimento pessoal para impulsionar a lealdade”, nota o relatório.

  1. Movimento Metaverso

“Os consumidores que já interagem com ambientes sociais on-line imersivos passarão ainda mais tempo em ambientes totalmente gerados por computador. À medida que o Movimento Metaverso segue ganhando mais participantes experientes em tecnologia, as empresas devem aprender o seu papel para aumentar o reconhecimento da marca e gerar receita”, alerta o Euromonitor.

  1. Antigos Produtos, Novos Donos

A este nível, a empresa nota que “as vendas reversas (recommerce) se tornarão cada vez mais predominantes e englobarão mais categorias. Os consumidores continuarão a levar em consideração a compra de itens de segunda mão, especialmente bens duráveis”. Dessa maneira, aconselha as empresas a investir em “reutilizar ou reciclar materiais para o desenvolvimento de novos produtos e para a redução do desperdício”.

  1. Urbanos Rurais

“Expandir os pontos de venda e serviços tradicionais e, em simultâneo, investir em e-commerce ajudará as empresas a atingir um público mais amplo” pode ser uma solução face ao aumento da procura por áreas mais seguras, limpas e verdes.

  1. Em Busca do Amor-Próprio

As empresas precisam apoiar os consumidores na sua jornada e compreender as suas prioridades para instruir as inovações. Ofertas que ajudem os consumidores a se sentirem realizados, positivos e autoconfiantes vão melhorar a perceção da marca”, considera o Euromonitor.

  1. O Paradoxo da Socialização

“O trabalho remoto e os eventos virtuais vão coexistir com os compromissos presenciais, mas os consumidores querem ter a opção de escolher. As empresas precisam levar em consideração os oscilantes níveis de conforto. Modelos de negócios híbridos vão colocar os consumidores no controlo da sua experiência desejada”, considera a empresa.