Retalho

Sonae alcança máximo histórico de vendas em 2018

Sonae alcança máximo histórico de vendas em 2018

A Sonae terminou o ano de 2018 com um novo máximo histórico de vendas para a companhia, com 6 317 milhões de euros, mais 7,6% do que no período homólogo. No retalho alimentar (Sonae MC), a empresa conseguiu superar a concorrente Jerónimo Martins no mercado português, com vendas de 4 mil milhões de euros, mais 7% do que em 2017.

Os resultados, comunicados pela Sonae esta quarta-feira (23 de janeiro) à CMVM, revelam que a liderar o crescimento do negócio estiveram a Sonae MC e a Worten, que em 2018 alcançou vendas de 1 096 milhões de euros, um crescimento de 7,6 pontos percentuais.

Sonae MC reforça formatos de proximidade
Numa nota enviada às redações, a Sonae indica que a evolução do seu negócio de retalho alimentar “traduziu o crescimento de vendas no universo comparável de lojas, bem como o reforço da rede de lojas de proximidade, tendo a Sonae MC sido capaz de continuar a reforçar a sua liderança num mercado muito competitivo.”

Para além disso, o desempenho desta área de negócio “foi sustentado (…) também pela expansão da rede de lojas. A variação de LfL foi 2,8% em 2018, valor significativamente superior à inflação do mesmo período (0,7%).” Assim, durante 2018, a empresa abriu 13 lojas Continente Bom Dia, três lojas Continente Modelo e 22 lojas Well’s.

Importa referir que no trimestre mais importante do ano, graças ao Natal, a Sonae MC registou vendas de 1146 milhões de euros, crescendo 7,1%.

Luís Moutinho, CEO da Sonae MC, sublinha que “a Sonae MC completou mais um ano de forte desempenho, com um significativo reforço da liderança de mercado. As vendas totais ultrapassaram os 4 mil milhões de euros com o LfL mais elevado dos últimos dez anos e com todos os formatos a registar em crescimentos LfL positivos, em particular as lojas de proximidade. Este desempenho demonstra claramente que o ajustamento da nossa proposta de valor tem sido bem recebido pelos nossos clientes e dá-nos uma forte confiança para o futuro”.

Worten cresce 7,6%
Na unidade de retalho de eletrónica, a Sonae registou vendas de 1096 milhões de euros, mais 7,6% do que em 2017. No e-commerce, onde no início do ano a marca apresentou um novo posicionamento e um investimento de 7 milhões de euros, a Worten cresceu a dois dígitos, tanto em Portugal como em ERspanha.

Miguel Mota Freitas, CEO da Worten, refere que  “e Worten manteve a sua tendência ascendente e terminou o ano com um forte crescimento de 8%, atingindo um total de €1,1 mil milhões de vendas. Um player ibérico que tem sido capaz de aumentar de forma sustentada a sua quota de mercado, com uma posição de liderança reforçada em Portugal. 2018 também acelerou a nossa transformação digital com um peso cada vez maior das vendas de e-commerce e com o lançamento de um marketplace em Portugal”.

Sonae Sports & Fashion com ano “desafiante”
Sobre a unidade Sports & Fashion, a Sonae explica que “terminou um ano desafiante com um forte desempenho no quarto trimestre, acima de valores de referência do mercado, obtendo um crescimento de 7,8% face aos últimos três meses de 2017 e de 1,9% no ano.” Assim, a unidade terminou 2018 com vendas de 369 milhões de euros. “As vendas online também aceleraram em 2018, com fortes níveis de crescimento em todos os negócios, em especial da Salsa”, acrescenta ainda a empresa.

‘Número dois’ ibérica no retalho de desporto cresce a dois dígitos
As marcas da ISRG (Iberian Sports Retail Group), da qual fazem parte a Sport Zone, a Sprinter e a JD, terminaram o ano de 2018 com vendas de 610 milhões de euros, um crescimento homólogo de 15,9%. De acordo com a Sonae, as marcas desta unidade de negócio “apresentaram um forte desempenho em 2018, com destaque para o quarto trimestre, onde aumentaram 29,1% em termos homólogos, para 190 milhões de euros, e onde registaram uma variação de vendas no universo comparável de lojas de 17,4%, com todas as marcas a registarem crescimentos de dois dígitos.”

Importa ainda referir que a companhia continua a crescer no e-commerce. Em 2018, as vendas online das insígnias de retalho da Sonae cresceram cerca de 30%, superando os 150 milhões de euros, com uma forte contribuição da Worten, Sonae MC, ISRG e Salsa.