Sustentabilidade

Lidl vai deixar de vender sacos de plástico em Portugal

Lidl vai deixar de vender sacos de plástico em Portugal

O Lidl Portugal anunciou esta quinta-feira (21 de fevereiro) que vai deixar de vender sacos de plástico em todas as suas lojas até ao final de 2019. De acordo com a insígnia, esta medida vai traduzir-se na eliminação de 25 milhões de sacos de plástico por ano.

Esta medida faz parte da estratégia global do retalhista para a redução da utilização de plástico no âmbito da qual a insígnia anunciou em março de 2018 um compromisso de redução de 20% de plástico até 2025 e de incorporação de 100% de materiais recicláveis em todas as embalagens de marca própria.

O Lidl Portugal já descontinuou a venda de artigos de plásticos descartáveis, tendo-se tornado na primeira empresa de retalho alimentar, em Portugal, a fazê-lo.

Lidl vai deixar de vender sacos de plástico em Portugal

O processo de eliminação de sacos de plástico, por sua vez, inicia-se em maio, na região Norte, e deverá estar concluído até ao final de dezembro de 2019. “Com esta decisão, que surge na sequência de um projeto piloto de sucesso que decorreu em 12 lojas no verão passado, onde a empresa testou a aceitação desta medida tendo obtido resultados muito positivos, o Lidl irá deixar de vender cerca de 25 milhões de sacos de plástico por ano,- compostos por 80% de material reciclado e 100% recicláveis desde 2015, e comercializados a 10 cêntimos cada -, e que representavam uma faturação de cerca de 2,5 milhões euros/ano”, revela ainda a insígnia.

Como alternativa aos sacos de plástico, o Lidl Portugal irá disponibilizar sacos de papel em dois tamanhos – médio e grande – vendidos a 10 e 14 cêntimos, respetivamente, com 60% a 70% de pasta de papel reciclada na sua composição e certificação FSC Misto (embalagens provenientes de fontes responsáveis). Para além destes, irá continuar a oferecer os sacos de ráfia, com 60% de material reciclado e vendidos a 50 cêntimos.

Bruno Pereira, Administrador de Compras do Lidl Portugal, sublinha que “este é um compromisso que reforça a relevância da sustentabilidade na estratégia do Lidl Portugal. É nosso objetivo melhorar a conduta ambiental e contribuir também para a adoção de comportamentos mais responsáveis, seja do nosso negócio, seja junto das comunidades.”

Recorde-se que em 2018, que a Comissão Europeia anunciou um conjunto de novas regras à escala da União Europeia para os dez produtos de plástico descartáveis mais frequentemente encontrados nas praias europeias e no mar. Entre estas medidas está a proibição da utilização de plástico em seis produtos. De acordo com a Comissão, “os plásticos constituem 85% do lixo encontrado nos mares de todo o mundo e chegam inclusivamente aos nossos pulmões e à nossa mesa, sob a forma de microplásticos presentes no ar, na água e nos alimentos, sendo desconhecidas as suas implicações para a saúde.”