E-commerce

Audiências nos sites de e-commerce diferem segundo o género

Audiências nos sites de e-commerce diferem segundo o género

O comércio eletrónico mundial continua em crescimento vertiginoso, prevendo-se ter atingido, em 2018, um total mundial de 2,8 biliões de dólares. Esse resultado representou um crescimento de 23% relativamente a 2017 e não há indícios de abrandamento, antecipando-se um crescimento da mesma ordem até ao final do corrente ano. Este é claramente um dos principais sectores relacionados com o consumo individual, e o seu peso deverá continuar a aumentar.

Apesar de Portugal, naturalmente, não constar nos lugares cimeiros do top mundial de maior utilização deste canal de consumo, temos assistido a crescimentos relevantes. Em 2018, a primazia estava nas compras de supermercado (25%), seguidas da moda (10%) e da restauração (8%).

Audiências nos sites de e-commerce diferem segundo o géneroOs primeiros dados netAudience de 2019 (mês de janeiro), revelam que, a nível de audiências, dois sites operados a partir de Portugal ocupam as primeiras posições do top – Worten e FNAC – seguidos de 3 sites internacionais – Aliexpress, Gearbest e Booking.

Nos 10 primeiros lugares temos ainda a presença de mais 2 marcas com localização nacional (Continente e Wook), o que perfaz um total de 4 marcas com este tipo de proximidade ao mercado português.

Audiências nos sites de e-commerce diferem segundo o géneroExpectavelmente, este é um tema onde as preferências masculinas e femininas apresentam algumas diferenças relevantes. Apesar do top destes dois segmentos partilhar a maioria das marcas, existem várias diferenças notórias. O maior contraste ocorre na Zara (10 posições de distância, a favor das mulheres), na La Redoute (8) e na Gearbest (7, neste caso favorecida pelos homens).

O ranking feminino catapulta o Continente para o primeiro lugar de audiências e-commerce. Já para os homens, o pódio é encimado pela Worten. O maior consenso é encontrado na FNAC, no Aliexpress, na Amazon e na Decathlon, onde a diferença de ordenação é de apenas uma posição entre os dois géneros.

Audiências nos sites de e-commerce diferem segundo o géneroNeste primeiro mês do ano, 43% dos portugueses com 15 e mais anos visitaram um ou mais sites de e-commerce através de computadores, sendo que o mesmo aconteceu para metade dos homens (49%) e para um pouco mais de um terço das mulheres (37%).