Retalho

AKI e Leroy Merlin preparam fusão e querem abrir 18 lojas até 2021

Leroy Merlin vai abrir novo centro logístico na região Centro

Em janeiro deste ano, o Grupo ADEO anunciava a intenção de fundir as duas insígnias de retalho de bricolage Leroy Merlin e AKI. Já esta quinta-feira (7 de junho), a empresa revelou que vai avançar, em Portugal, “com o processo de convergência” das duas marcas “com o objetivo de fortalecer a posição de liderança no mercado nacional”. Uma das primeiras medidas é um plano de expansão que prevê a abertura de 18 lojas e a contratação de 1000 pessoas até 2021.

À DISTRIBUIÇÃO HOJE, a Leroy Merlin diz que este “será um processo de transformação e integração gradual a realizar durante os próximos três anos, seja a nível da estrutura central, seja a nível das lojas.” Questionada sobre a possibilidade de esta fusão dar origem a uma nova marca, a insígnia esclarece que “nesta fase, ainda não está tomada a decisão sobre as marcas, prevendo-se que a mesma seja tomada, em Portugal, ainda entre o segundo ou terceiro trimestre deste ano. Estão em curso diferentes estudos de mercado, perceção de marca, análise das necessidades dos consumidores, identificação de novas tendências de consumo, escuta habitante e cliente, sobre a perceção dos mesmos e que visam enriquecer as tomadas de decisão.”

No âmbito desta estratégia, a empresa abre esta sexta-feira (7 de junho), em Torres Vedras, uma nova loja Leroy Merlin, onde antes operava uma loja AKI.

Numa nota enviada às redações, o Grupo ADEO avança que está “a reorganizar a sua estrutura empresarial, com o intuito de construir uma organização mais inovadora, com novos processos e serviços diferenciadores, que lhe permitirão acelerar o desenvolvimento de diferentes modelos de negócio e ser mais competitiva no mercado do retalho em plena transformação. Assim, esta reorganização estratégica responde à vontade do Grupo em continuar a fortalecer a sua liderança mundial na melhoria do habitat. O objetivo é evoluir os atuais modelos de negócio, rumo à transformação numa empresa multiformato, focada no cliente particular.”

Também por isso, diz a empresa, estão a ser estudados novos conceitos e formatos de loja, com a loja Leroy Merlin que agora abre em Torres Vedras a servir de “loja piloto deste processo”.

Com esta união, o Grupo ADEO passa a ter em Portugal 50 lojas e mais de 4 mil colaboradores, prevendo abrir, até 2021, 18 novas lojas e contratar 1000 colaboradores.