Produção

Portugal aumentou em 7% a área de cultivo de árvores de fruto

Portugal aumentou em 7% a área de cultivo de árvores de fruto

De acordo com os últimos dados disponibilizados pelo Eurostat, Portugal aumentou em 2.500 hectares (ha) a área dedicada ao cultivo de árvores de fruto, correspondendo a +7% do que o registado em 2012. Os números da entidade de estatística europeia revelam, igualmente, que a área de produção de fruta, em Portugal, era de 38 mil hectares, ficando à frente de países como a Hungria e Alemanha (ambos com 36 mil hectares), Holanda (17 mil hectares), mas muito atrás dos nossos vizinhos espanhóis com 423 mil hectares, Itália, com 279 mil hectares e Polónia, com 167 mil hectares de área total.

As contas do Eurostat mostram que 2/3 da área de produção de fruta está precisamente nestes três países (Espanha, Itália e Polónia). Isto é, dos 1,3 milhões de hectares de área na União Europeia, Espanha ocupa 33%, Itália 22% e a Polónia (13%).

Curiosamente, os dois países que lideram este ranking diminuíram a sua área de cultivo de árvores de fruto, com “nuestros hermanos” e os italianos a diminuírem em 2%, quando comprado o ano de 2017 com 2012, correspondendo a menos 9.800 e 6.300 hectares, respetivamente.

Vence a maçã
Pouco mais de um terço do total da área na UE foi contabilizado com cultivo de pomares de maçã (473.500 ha, 37%) e um quinto por laranjeiras (255.500 ha, 20%). Do restante, os pêssegos cobriam 190.500 ha (15%), pequenas árvores cítricas 139.600 ha (11%), pereiras 100.400 ha (8%), damascos 75.700 ha (6%) e limoeiros mais 60.100 ha (5%). A área plantada com árvores de fruto representava cerca de 1% da área de agricultura utilizada (173 milhões de hectares em 2016).

Portugal aparece no Top 5 das árvores de fruto quando analisados os frutos citrinos (4.º lugar) e as pêras (3.º lugar), não aparecendo quando classificados os primeiros cinco nas maçãs, pêssegos e damascos.