Produção

Portugueses consideram Nutri-score como sistema de rotulagem mais eficaz

Nutri-score

Resultados preliminares de um estudo realizado em Portugal sugerem que o Nutri-score é o sistema de rotulagem mais eficaz na melhoria do perfil nutricional das escolhas alimentares dos consumidores. Realizado em Portugal em 2019 – replicando estudos também já realizados noutros países – os resultados irão permitir avaliar, não só a compreensão dos consumidores face aos diferentes sistemas usados nas embalagens para comunicar a qualidade nutricional de um alimento, como também a melhoria das escolhas alimentares dos Portugueses.

De referir que o estudo avaliou vários sistemas como, por exemplo, o Nutri-score, Semáforo Nutricional, entre outros, com o Nutri-score a aparentar ser o método mais eficaz.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) apurou, em 2017, que 40% dos consumidores portugueses não compreendem a informação nutricional disponível nos rótulos. O Nutri-score distingue-se dos demais sistemas disponíveis no mercado por avaliar facilmente os alimentos de forma global, permitindo uma fácil compreensão da sua qualidade nutricional. Tendo em conta o teor em proteínas, fibras, fruta, vegetais, leguminosas e frutos secos são atribuídos pontos por componentes “positivos” e tendo em conta o teor de ácidos gordos saturados, açúcares, sal e calorias são atribuídos pontos por componentes “negativos”. Desta forma é possível ter uma avaliação da qualidade nutricional no seu todo, ajudando os consumidores a tomar melhores decisões no momento de compra.

Serge Hercberg, médico especialista em epidemiologia e nutrição, corresponsável por este estudo, reforça que o Nutri-score é um sistema de classificação nutricional, com robusta evidência científica. A avaliação dos alimentos é feita de forma global, considerando sempre 100g e não a porção individual do alimento, possibilitando assim uma fácil comparação entre alimentos de uma mesma categoria ou entre um tipo de alimento de diferentes marcas. O nosso objetivo é que o consumidor perceba claramente o valor nutricional do produto que adquire, podendo assim fazer escolhas conscientes e acertadas para a sua saúde. O Nutri-score tem demonstrado, nos vários estudos comparativos, ser claramente o sistema que permite ao consumidor entender mais facilmente quais os alimentos com um melhor equilíbrio nutricional e os resultados preliminares de Portugal parecem estar alinhados com a tendência internacional”.

O estudo, realizado por uma equipa internacional, que inclui investigadores portugueses, australianos e franceses, replica o protocolo do FOP-ICE (Front-of-Pack International Comparative Experimental) irá ser finalizado e publicado no início de 2020.

Neste momento está a decorrer uma petição, apoiada pela Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO), que defende a utilização obrigatória do Nutri-score na Europa, de forma a uniformizar o sistema de rotulagem nos 28 estados-membros (pronutrisocre.org).

França e Bélgica já definiram o Nutri-score como o sistema de rotulagem oficial, tendo a Espanha, Alemanha, Holanda e Suíça manifestado oficialmente a intenção do adotar.