Retalho

Vendas de Natal dos EUA deverão registar o maior crescimento desde 2011

Vendas de Natal dos EUA deverão registar o maior crescimento desde 2011

As vendas da época natalícia (1 de novembro a 31 de dezembro) no retalho dos Estados Unidos da América deverão ultrapassar, este ano, a marca de 1 bilião de dólares pela primeira vez. De acordo com a CNBC, este valor representa um crescimento de 6% face a 2017 e é “o maior crescimento desde 2011”.

A publicação cita dados da consultora eMarketer e revela que apesar das notícias de falência de retalhistas e de fecho de lojas físicas nos EUA, esta deverá ser uma das épocas natalícias mais fortes em termos de vendas para o retalhistas norte-americanos.

Andrew Lipsman, analista da consultora citado pela CNBC, explica que “nem todas as lojas físicas estão a prosperar, e muitas fecharam portas este ano, mas algumas estão a capitalizar na forte economia. Os retalhistas estão a atrair consumidores com lojas remodeladas, check-outs simplificados e opções para comprar online e recolher em loja”.

O e-commerce continua a ganhar quota de mercado, contudo, as previsões indicam que deverá capturar apenas 12,3% do total de vendas este ano, com um crescimento de 16,6% face ao ano passado, para um total de 123,73 mil milhões de dólares.