Quantcast
Retalho

Mango cria três obras de arte para metaverso

A Metaverse Fashion Week na Decentraland contou com a presença da Mango.  A marca de roupa aposta no mercado NFT com o lançamento de três obras de arte únicas cocriadas com o cripto artista Farkas que vai ficar expostas durante um mês.

Em comunicado, a Mango explica que as três obras de arte únicas são inspiradas nas peças da Mango (Lupi, Cinema e Mónica, respetivamente) e têm como objetivo projetar o metaverso no futuro e a visão do próprio artista.

 

Estes NFTs serão também carregados na plataforma OpenSea, um dos principais mercados para tokens não fungíveis, utilizando tecnologia de blockchain, mas não serão vendidos. Para o desenvolvimento das obras, o artista utilizou ferramentas tecnológicas como o software livre Blender e colaborou com as equipas de tecnologia e design de produtos 3D da Mango.

Para além das três obras de arte, a Mango lançará também aos seus primeiros três wearables para comemorar a Metaverse Fashion Week. A primeira será uma reprodução virtual do vestido Lupi. Este NFT não estará à venda, mas passará a fazer parte do catálogo histórico da marca.

 

O grupo irá também criar dois NFTs de uma T-shirt comemorativa (modelo masculino e feminino) da primeira edição da Metaverse Fashion Week, consideradas como artigos de coleção. Serão criadas 50 unidades tanto do modelo masculino como do feminino: 49 destas serão oferecidas aos participantes do evento virtual e uma será mantida como propriedade.

“O desenvolvimento da Mango no ambiente metaverso é outro exemplo do carácter inovador da marca e da sua estratégia baseada na inovação constante. Criámos uma equipa específica dedicada ao desenvolvimento de conteúdos digitais, à qual se juntarão novos profissionais nos próximos meses, com a ideia de desenvolver novos projetos no futuro que nos permitirão acrescentar o ambiente virtual ao ambiente digital e físico no nosso ecossistema de canais”, explica o diretor de tecnologia, dados, privacidade e segurança da Mango, Jordi Álex.