Quantcast
Sustentabilidade

Setor dos bens de consumo é o mais bem posicionado em relação à produção sustentável

O estudo da Capgemini revela que o setor dos bens de consumo é o mais bem posicionado ao nível da produção sustentável, com 15%.

O estudo Sustainable Operations  do Capgemini Research Institute revela que o setor dos bens de consumo é o mais bem posicionado ao nível da percentagem de organizações que abordam de forma holística a produção sustentável. O valor verificado foi de 15%, superior que a média geral da indústria – 10% das organizações. Seguido dos bens de consumo, estão o setor dos bens industriais (11%) e o setor automóvel (10%).

A nível geral, 20 % da indústria quer descarbonizar totalmente as suas operações e 40% quer ter operações 100% renováveis até 2030. No entanto, apenas 51% dos fabricantes em todo o mundo tem os objetivos estabelecidos pelo Acordo de Paris, integrados nas suas estratégias e programas. A Alemanha (68%) e a França (67%) lideram a lista dos países alinhados com estas metas.

Outras conclusões:

  • mais de metade das empresas (56%) dá prioridade à implementação de tecnologias digitais para alcançar a sustentabilidade;
  • 89% das empresas que implementaram práticas de produção sustentável reportaram ter melhorado a reputação das suas marcas e a sua classificação ESG (81%);
  • 9 em cada 10 empresas que implementaram uma produção sustentável obtiveram uma redução do desperdício (98%) e diminuíram as emissões de gases com efeito de estufa (94%).

O estudo conclui ainda que só 11% das iniciativas de desenvolvimento sustentável são ativamente implementadas de forma transversal dentro das empresas abrangendo toda a sua atividade.

Metodologia do Estudo

O Capgemini Research Institute inquiriu 1.000 executivos de grandes empresas do setor industrial responsáveis por desempenharem todo o tipo de funções de negócio em várias geografias. Adicionalmente, 480 das empresas inquiridas pelo estudo foram representadas por um gestor de negócio e por um responsável pelo desenvolvimento sustentável. Foram também realizadas entrevistas individuais com 15 gestores seniores responsáveis pela área de desenvolvimento sustentável nas principais empresas do setor.

O estudo está disponível para download aqui.