Sustentabilidade

Coca-Cola investe 180 M€ para criar embalagens sustentáveis

Coca-Cola investe 180 M€ para criar embalagens sustentáveis

A Coca-Cola anunciou na passada semana que vai investir cerca de 180 milhões de euros para que todas as suas garrafas passem a ser 100% recicláveis até 2025, na Europa, e até 2030 no resto do mundo. De acordo com a empresa, a estratégia passa por acelerar a retirada do plástico das suas embalagens e pela criação de uma garrafa produzida a partir de lixo marinho.

Tim Brett, presidente da Coca-Cola na Europa Ocidental explica que “o nosso objetivo é tornar obsoleto o termo plástico de uso único”.

A Coca-Cola revela que o projeto para a criação de garrafas com lixo marinho, que se irá chamar ‘Mares Circulares’, pretende dar uma nova vida ao lixo marinho e, assim, promover uma maior intervenção em limpeza de costas, praias e fundos marinhos.

Com este compromisso, a Coca-Cola conseguirá evitar o uso de mais de 20 mil toneladas de plástico virgem só em Espanha e Portugal.

A estratégia arranca já este outono, no formato de lata de 220 mililitros, o que se traduzirá na eliminação de 1380 toneladas de plástico por ano na sua cadeia a partir de 2020. No próximo ano, a medida será alargada ao formato e lata tradicional de 330 mililitros. Mais tarde, o rótulo e os anéis de garrafas plásticas de meio litro também serão removidos para eliminar mais de 11 mil toneladas de plástico por ano na Europa Ocidental, das quais 2600 toneladas corresponderão à sua subsidiária ibérica.

Além disso, todas as garrafas de plástico da Coca-Cola passarão a ser produzidas com material 100% reciclável em 2025, na Europa, e em 2030 em todo o mundo. A empresa espera que em 2023, 50% das suas embalagens de plástico sejam fabricados com 50% de PET reciclado ou renovável, um objetivo que será avançado para 2022 na Península Ibérica.

Para acelerar este processo, a Coca-Cola anunciou também a criação de um Hub de Inovação em Embalagens, na Europa, para o desenvolvimento de embalagens sustentáveis.