Quantcast
Economia

E-commerce: Portugal é o terceiro país europeu em que mais se iniciou ou reforçou esforços

E-commerce: Portugal é o terceiro país europeu em que mais se iniciou ou reforçou esforços

A pandemia da Covid-19 levou a um aumento do número de empresas que começaram ou reforçaram a venda online de produtos e serviços. Na União Europeia, o valor foi de 12% em 2020. Segundo o Eurostat, Portugal suplantou esta média e foi o terceiro país em que mais empresas aumentaram esse esforço (21%).

O top três, em que se inclui Portugal, é liderado pela Malta (32%), seguido do Chipre (23%). Em sentido inverso, Alemanha (5%), Polónia (6%) e Eslovénia (7%) registaram as menores percentagens.

 

E-commerce: Portugal é o terceiro país europeu em que mais se iniciou ou reforçou esforços

O tipo de empresas que mais iniciou ou aumento os esforços de e-commerce foram as atividades relacionadas com a acomodação (25%), seguido pelo retalho. Na outra face da moeda, foram as empresas ativas na construção (3%) as que menos o fizeram.

 

O resultado tem como base um inquérito feito pelos institutos nacionais de estatística dos vários países às empresas durante 2021, tendo envolvido 148 mil empresas.