consumidores

Kantar Worldpanel: E-commerce FMCG vai crescer globalmente 17 mil milhões em dois anos

O comércio eletrónico pode dar vida às marcas

O e-commerce vai ser responsável por 53 mil milhões de dólares das vendas globais de FMCG em 2016, um aumento de 17 mil milhões (47%) de dólares face aos 36 mil milhões atuais. Quem o diz é a Kantar Worldpanel, que revelou esta semana os resultados de um estudo efetuado junto 100 mil compradores em dez dos maiores mercados online.

O estudo agora divulgado prevê que o e-commerce seja responsável por 5,2% das vendas globais de FMCG daqui a dois anos, mais 3,7% que este ano. A Ásia será o grande mercado de crescimento: a Coreia do Sul continuará na liderança, com o online a dever representar 13,8% das vendas de FMCG em 2016. A quota de mercado FMCG online continuará também a crescer rapidamente em Taiwan e na China, atingindo 4,5% e 3,3% de quota de mercado do total FMCG, respetivamente.

Na Europa, o Reino Unido é o país pioneiro do mercado FMCG online: os compradores britânicos compram na Internet uma vez por mês e as suas cestas de compras são cinco vezes maiores do que em offline. Em França, o crescimento da oferta “click and collect”, conhecida como “Drive”, fará com que este país ultrapasse o Reino Unido em 2016, com 6,1% de quota de mercado vs 5,5%, respetivamente.

Stéphane Roger, Global Shopper e Retail Director na Kantar Worldpanel, refere que “embora o online tenha uma pequena quota de mercado neste momento, todos os países estão a verificar um crescimento considerável. O futuro pertence aos distribuidores e marcas que aproveitem as oportunidades que são proporcionadas, para aumentar os seus mercados alvo. A introdução lenta e tardia do online pode prejudicar as vendas e a quota de mercado.”