Quantcast
Retalho

C&A compromete-se a reduzir emissões de gases de efeito estufa em 30% até 2030

C&A

A marca de moda C&A, que recentemente começou a reabrir as suas lojas em Portugal, anunciou o seu compromisso de reduzir em 30% a emissão dos gases de efeito estufa até 2030, tanto na sua cadeia de produção como em fábricas e lojas. Este objetivo deverá ser alcançado através do uso e fornecimento de materiais mais sustentáveis, bem como através do incentivo a uma gestão responsável do desempenho ambiental da sua cadeia de abastecimento.

O compromisso foi aprovado pela iniciativa Science Based Targets (SBT), que procura mobilizar as empresas a estabelecerem metas baseadas na ciência e aumentar a sua vantagem competitiva na transição para uma economia com baixas emissões de carbono. E trata-se de uma colaboração entre o CDP, Pacto Global, WRI e WWF.

Outra das tarefas importantes a que a C&A se propôs diz respeito à melhoria da eficiência, usando eletricidade proveniente de fontes renováveis, com o objetivo de assim tornar toda a sua energia 100% renovável até 2025.

A C&A é reconhecida como uma das poucas marcas a revelar todos os detalhes das suas emissões de gases de efeito estufa há já 5 anos. Com o apoio da empresa de consultoria Aligned Incentives, líder em Análise de Ciclo de Vida (ACV), a C&A concentrou-se, nos últimos dois anos, na aprovação dos seus objetivos de sustentabilidade por meio da combinação de processos que respeitem o ciclo de vida e organização de toda a sua cadeia de valor.

Em relação à redução de gases na cadeia logística, na qual a C&A origina 96% das emissões, a empresa vai continuar a concentrar os seus esforços na promoção ativa de materiais sustentáveis, tais como o algodão orgânico.