Quantcast
Economia

Maioria dos portugueses espera por saldos para realizar compras

Maioria dos portugueses espera por saldos para realizar compras

Quase 80% dos portugueses espera por períodos de saldos ou vendas especiais para realizar as suas compras. A revelação faz parte do Retail Report da Adyen. O estudo deste revela ainda que os retalhistas continuam a investir em planos de digitalização (38% com estratégia de digitalização formal e ativa; 28% em fase de planificação; 7% unificou os canais físicos e digitais).

Os dados mostram também que quase seis em cada dez portugueses não fazem compras tão frequentemente como costumavam, e que o número que tem poupanças subiu quase 10% face ao ano anterior, com quatro em cada dez a admiti-lo.

 

O online continua em força com apenas 39% dos portugueses a optar por comprar numa loja física face aos 60% de 2021. Ainda assim, os portugueses procuram uma maior flexibilidade nas suas compras, com sete em cada dez consumidores a preferirem uma experiência de retalho unificada, permitindo-lhes, por exemplo, comprar online e devolver em loja (63%).

 

“É importante observarmos as várias mudanças nos hábitos de compra dos consumidores, e comprovarmos que existe a procura por uma plataforma financeira com a flexibilidade necessária para apoiar e implementar uma verdadeira transformação”, afirma o Country Manager da Adyen para Portugal e Espanha, Juan José Llorente.

Da experiência física à online

Cerca de cinco em cada dez consumidores em Portugal fez mais compras online em 2022 que no ano anterior. As tendências de compra passaram, na sua maioria, do físico para o digital, dos websites para as aplicações e, até mesmo, para as redes sociais, mas mantendo a loja física como ponto de referência.

 

Face a este comportamento, entre as principais preocupações das empresas encontra-se a oferta de uma experiência de pagamento otimizada (82%), bem como a utilização de aplicações para agilizar a experiência de compra do cliente (81%).

A aposta no futuro do Retalho

 

Quando questionadas sobre quais as expectativas do setor para os próximos três anos, as empresas portuguesas mencionaram que os consumidores vão querer comprar cada vez mais em canais digitais (58%), que a instabilidade económica exigirá uma redução dos custos (67%) e que as lojas físicas serão demasiado caras para funcionar (54%).

O Retail Report da Adyen 2022 foi realizado com base em inquéritos online, durante o mês de setembro de 2022, a um total de 400 retalhistas com mais de 50 empregados em Portugal, e a 1001 consumidores residentes em território português.