CHEP Revolucionando a Cadeia de Abastecimento

CHEP: Movimentar mais por menos

O século XXI é uma era extremamente avançada em conhecimento que exige, com urgência, uma readaptação do estilo de vida no planeta Terra. As pessoas querem preservar os recursos naturais e cada vez mais fazem escolhas que conduzem a um consumo amigo do ambiente e menos destrutivo.

Atualmente, a humanidade esgota em metade do tempo o total de recursos naturais que a Natureza pode oferecer num ano para sustentar o Homem. As grandes indústrias recorrem ilimitadamente aos recursos que a Natureza fornece, o que leva a um consumo excessivo que ameaça o planeta levando à desflorestação a nível global. Face a esta ameaça, na CHEP assumimos um modelo intrinsecamente sustentável onde, face a uma palete não pertencente a um sistema pool, o ciclo de vida das nossas paletes – que duram 10 vezes mais – permite reduzir o desperdício de madeira, assim como a quantidade necessária desta matéria-prima para a sua produção.
 
CHEP: Movimentar mais por menos

É urgente reagir perante a situação em que vivemos, de modo a preservar o mundo para os nossos filhos, os seus filhos e os seguintes. É com pensamento no futuro, nas gerações vindouras e na sustentabilidade do planeta e das formas de vida como as conhecemos que a CHEP tem vindo a atuar.

O modelo de negócio da CHEP opera com base numa economia circular que combate a poluição e o desperdício. A economia  circular é um conceito estratégico que vem revolucionar o sistema de economia linear de extração, produção e eliminação. Este sistema é um circuito fechado de produção e consumo que se baseia na redução, reutilização e reciclagem de materiais e energia, promovendo os mecanismos dos ecossistemas naturais. O modelo assenta assim numa gestão de reaproveitamento de material para otimização dos recursos e combate ao desperdício. A nossa economia circular baseia-se num ciclo em que as paletes CHEP são entregues no fabricante ou produtor, que depois as envia para o supermercado, após a sua utilização regressam ao nosso centro de serviço voltando, desta forma, a entrar no circuito.  Quanto mais paletes forem utilizadas, mais eficientes e amigas do ambiente elas se tornam.

O conceito de partilha e reutilização promovido pela economia circular reflete-se, em absoluto, no modelo de negócio da CHEP: na maximização da utilização de paletes, caixas e contentores através da sua partilha e reutilização constantes numa rede extensa e colaborativa, onde ajudamos na distribuição de bens essenciais no dia-a-dia. Reduzimos o desperdício e emissões de carbono, ao conservar e regenerar o património natural do qual dependemos para a nossa sobrevivência. Este sistema de pooling de paletes contribui então para que consigamos oferecer soluções não só mais sustentáveis, mas também mais económicas, que tornam as cadeias de abastecimento dos nossos clientes cada vez mais eficientes.

A Sustentabilidade é o que nos move enquanto empresa, por esse motivo celebramos o dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente. Em 2016, assumimos o compromisso das Nações Unidas como base nos objetivos de 2020: melhorar as comunidades, as empresas e o planeta. Na celebração deste dia, visamos promover a importância e valor do meio ambiente. Combater o uso de plástico e  promover o modelo de negócio de partilha e reutilização serão alguns dos  aspetos que iremos celebrar.

Na CHEP, o nosso programa de sustentabilidade assenta em três pilares: partilha e reutilização; colaboração em projetos com base numa análise profunda das cadeias de abastecimento do cliente; e, por último, transmissão aos clientes dos valores e das boas práticas com base na nossa experiência, para que possam fortalecer os seus negócios. Com estes pilares, pretendemos contribuir para a maior sustentabilidade financeira e, em simultâneo, ambiental da atividade dos nossos clientes. Ao mesmo tempo, a empresa está focada em atividades de voluntariado junto dos Bancos Alimentares em todos os países, onde todos os colaboradores atuam ativamente.

Artigo patrocinado por