Quantcast
Retalho

Relatório põe em evidência tendências e desafios no retalho

A GfK apresentou esta terça-feira, dia 19 de abril, na conferência Unboxing Tech Market, as principais tendências verificadas em 2021, bem como as mudanças de hábitos do consumidor e os desafios de contexto agora ainda agravados pelo conflito armado na Ucrânia.

De acordo com o explicado, “a tomada de decisões em tempo real, de olhar à inovação e evolução através de modelos preditivos, de exigir novas competências nas equipas, bem como possuir alguma agilidade e flexibilidade para vencer são componentes que descrevem uma atitude reativa, mas indiscutivelmente positiva”, de todo o setor, mostrando-se, depois quais as principais alterações verificadas.

 

Confira as principais conclusões:

Telecomunicações Eletrónica de Consumo e Informática

 

O mercado de eletrónica de consumo apresentou, em Portugal, no ano de 2021, cerca de 385 milhões de euros, representando assim um crescimento de +1%. Já o mercado das telecomunicações representou um total de 739 milhões de euros com um crescimento de +16%, face a 2020. Por fim, o mercado de informática, em Portugal, cresceu 7% quando comparado com 2020, representando assim um total de 678 milhões de euros.

Segundo a análise da GfK, nos próximos anos podemos esperar uma contínua adaptação e inovação por parte das empresas por forma a conseguirem acompanhar as novas exigências do mercado.

 

 

Mercado dos Eletrodomésticos

 

No cômputo geral do ano de 2021, em Portugal, a maior permanência em casa beneficiou o mercado dos Eletrodomésticos, com subidas de dois dígitos em todas as categorias (+13% em Grandes Domésticos; +24% em Pequenos Domésticos).

O setor dos Pequenos Eletrodomésticos obteve uma boa performance, impulsionado pelas máquinas de café (+46%) e pelos produtos de limpeza como os aspiradores verticais (+5%), bem como pelos robots (+25%) que eram tradicionalmente uma segunda compra, mas começam a desafiar o segmento dos verticais.

 

Online – Mudança Comportamental

De acordo com dados apresentados pela GfK, podemos verificar que a internet e o online, foram, uma vez mais, os grandes aliados das pessoas e das empresas no passado ano de 2021. Assim, de entre todas as formas de pesquisa e encontro de informação, os sites dos retalhistas revelam-se como primordiais para a resposta às necessidades dos consumidores (+47%).

O comportamento de compra tem vindo a alterar-se significativamente nos últimos anos, particularmente devido ao crescimento das vendas online que aumentaram cerca de +17%, de 2020, para 2021. Foi no segmento Click & Mortar que se registou o maior crescimento online, quando comparado com o ano de 2019.  Fazendo a mesma análise, mas subdividindo o canal online em Pure Players e Click & Mortar, podemos observar que é o canal C&M Online que tem apostado/investido mais no mercado online e, consequentemente, é aquele que mais retorno tem do investimento.