Retalho

Ceetrus reforça administração a nível local e global

Severine_Bodard_Ceetrus

A Ceetrus anunciou o reforço do seu Conselho de Administração e Gestão a nível global e local, com a nomeação de dois novos membros. Antoine Grolin, especialista internacional em imobiliário, acaba de ser nomeado presidente do Conselho de Administração da Ceetrus, ao passo que a nível nacional, Séverine Bodard, com 20 anos de experiência em gestão, desenvolvimento e transformação de imobiliário, assume a posição de administradora da Ceetrus Portugal.

A nível global, desde que assumiu o cargo, Antoine Grolin está focado na estratégia de saída da atual crise sanitária, de forma gradual e segura, para todos os colaboradores, clientes e parceiros de negócio. O novo responsável do grupo contribuirá para acelerar a transformação das atividades imobiliárias e do modo de funcionamento da Ceetrus, com o objetivo de desenvolver cidades mais resilientes, sustentáveis, mais diversificadas e interligadas, projetadas de uma forma concertada nas suas múltiplas funções (habitação, retalho, serviços, entretenimento).

A nomeação de Antoine Grolin é acompanhada por uma nova reorganização europeia da Ceetrus nos diversos países, o que em Portugal se traduz também na nomeação de Séverine Bodard como nova administradora da Ceetrus Portugal.

Séverine Bodard junta-se à liderança da Ceetrus já existente no nosso país, após ter sido extinta a função de diretor-geral em 2019, suportando esta nova forma de estar no mercado e assumindo o desafio de concretizar a transformação da empresa, reforçar o papel transformador das cidades, com impacto positivo e sustentável.

Séverine Bodard soma mais de 20 anos de experiência em contextos de mercado fast changing. Assumiu a pasta da direção de centros comerciais pela primeira vez em 2007, na Unibail-Rodamco-Westfield. Em 2009 integra a Ceetrus e abraça o desafio de Country Operation & Marketing Director na Rússia, liderando, entre outros, o projeto de referência no imobiliário comercial – Aquarelle – Volgograd, com um investimento de 200 milhões de euros. De 2014 até vir para Portugal, Séverine Bodard esteve responsável pela empresa no mercado chinês, onde geria uma equipa de mais de 200 colaboradores e mais de 70 espaços comerciais localizados neste país.