Quantcast
 

Atum da Cofaco para a Venezuela

Atum da Cofaco para a Venezuela

A Cofaco Açores já iniciou as exportações de atum para a Venezuela. O negócio, acordado aquando da visita do primeiro-ministro ao país de Hugo Chávez, prevê a troca de alimentos por petróleo.

A Cofaco Açores já iniciou as exportações de atum para a Venezuela. O negócio, acordado aquando da visita do primeiro-ministro ao país de Hugo Chávez, prevê a troca de alimentos por petróleo.

Foram já entregues, ao abrigo deste protocolo, 100 toneladas de conservas de atum, que corresponde a cerca de 650 mil dólares.

 

A administração da Cofaco Açores lembra que «a América Latina é uma zona de grande produção de atum e com capacidade de transformação instalada. A nossa expectativa é a de conquistar nichos de mercado, uma vez que o nosso produto é diferenciado e menos industrializado. Para a Cofaco, a Venezuela é um mercado promissor, dada a sua dimensão e importância».

O seu portfólio de marcas – Bom Petisco, Tenório, Pitéu e Líder – representam mais de 50% do mercado nacional de conservas de peixe, o correspondente a 52 milhões de latas de atum por ano. Só a marca Bom Petisco vende, anualmente, 39 milhões de latas.

 

A Cofaco Açores facturou no ano passado 46 milhões de euros. A sua área industrial está centrada nos Açores, com unidades fabris em São Miguel, Faial e Pico.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever