Produção

Sumol+Compal investe 65 milhões em modernização e inovação

Sumol+Compal investe 65 milhões em modernização e inovação

A Sumol+Compal anunciou investimentos em Portugal, no período 2019-2021, de 65 milhões de euros, metade dos quais na unidade de Almeirim onde será realizado uma reconfiguração, ampliação e automatização das instalações de armazenagem e da renovação de linhas de enchimento.

Este projeto de investimento visa duplicar a capacidade de armazenagem e de expedição, reduzir os stocks totais de produtos acabados nas operações em Portugal e eliminar duplos transportes, reduzindo a pegada de CO2 em cerca de 250 toneladas por ano.

Neste contexto, a Sumol+Compal foi escolhida pela multinacional de embalagens Tetra Pak para realizar o “field test” da nova geração de equipamentos e de embalagens.

A marca Compal será assim a primeira a utilizar esta nova embalagem a nível mundial, fiel ao espírito inovador, de fazer diferente para fazer melhor, surpreendendo os consumidores todos os dias.

As novas embalagens serão mais amigas do ambiente, mais funcionais, ergonómicas e mais leves. O pacote inovador apresenta agora uma tampa de polietileno, proveniente de uma fonte renovável – a cana de açúcar – e a diminuição do seu peso em 15% permite uma significativa redução de emissões de CO2. Igualmente importante é a redução, em cerca de 200 tons/ano, dos materiais consumidos, designadamente de plásticos de origem fóssil.

Para além da aposta na modernização, o grupo tem vindo a dar passos relevantes no seu processo de internacionalização, exportando regularmente para cerca de 70 países, com o volume de negócios nos mercados internacionais a ascender a cerca de 83 milhões de euros em 2018, cerca de 25% do volume de negócios total.

A companhia informa, ainda, que cerca de 30% das 120 mil toneladas de fruta incorporada nos produtos é de origem nacional, com a unidade de Almeirim a processar, anualmente, entre 20 a 25 mil toneladas de fruta, com destaque para a pera-rocha, pêssego e maçã.