Produção

Henkel termina 2018 com vendas de 19,9 mil M€

Henkel termina 2018 com vendas de 19,9 mil M€

A Henkel encerrou o ano fiscal de 2018 com vendas de 19,9 mil milhões de euros, um crescimento orgânico de 2,4%. De acordo com a companhia, o lucro operacional aumentou 1%, para um total de 3496 milhões de euros.

Hans Van Bylen, CEO da Henkel, explica que “em 2018, continuámos a gerar um crescimento positivo para a Henkel. Conseguimos um bom crescimento orgânico com novos máximos de ganhos e lucratividade. Também aumentámos significativamente o free cash flow. Ao mesmo tempo, enfrentámos efeitos cambiais negativos substanciais, bem como o aumento do preço dos materiais. O bom desempenho geral dos negócios foi uma vez mais impulsionado pelas nossas marcas de sucesso e tecnologias inovadoras com posições de liderança em mercados e categorias altamente atraentes. O nosso crescimento lucrativo foi complementado pela contribuição das aquisições nos nossos negócios industriais e de bens de consumo. Mantivemos a nossa forte disciplina de custos e melhoramos continuamente a nossa eficiência.”

O CEO da Henkel diz ainda que “nós procuramos uma estratégia clara e longo prazo para a Henkel: queremos gerar um crescimento rentável sustentável. Com a Henkel 2020+, definimos as nossas quatro prioridades estratégicas para 2020 e mais além: impulsionar o crescimento, acelerar a digitalização, aumentar a agilidade e financiar o crescimento. Nos últimos dois anos, fizemos um excelente progresso e implementámos com sucessos as principais iniciativas estratégicas”.

Em 2019, a empresa pretende reforçar o crescimento, esperando um aumento nas vendas orgânicas entre 2 a 4%. No âmbito desta estratégia, recentemente, a companhia criou a Henkel Corporate Venture Capital, uma unidade com investimentos diretos em startups em áreas como tecnologias, materiais, aplicações, modelos de negócios e serviços com investimento previsto em 150 milhões de euros entre 2017 e 2020.