Quantcast
Orçamento do Estado

Bebidas açucaradas vão mesmo ser taxadas

Portugueses estão a consumir menos refrigerantes

O imposto sobre as bebidas com açúcares adicionados vai mesmo para a frente e vai variar entre os 8,22 cêntimos e os 16,44 cêntimos por hectolitro.

Dividido por dois escalões, o imposto que consta do Orçamento do Estado para 2017 vai deixar de fora as bebidas à base de leite, soja ou arroz, os sumos e néctares de frutos e bebidas de cereais, amêndoa, caju e avelã, segundo o jornal Público.

Um dos escalões vai tributar em 8,22 euros por hectolitro as bebidas com uma concentração até 80 gramas de açúcar por litro. Já o outro vai tributar em 16,44 euros por hectolitro e incidirá sobre as bebidas com um nível de açúcar que ultrapasse as 80 gramas por litro. A

Já batizado pela indústria como ‘fat tax’, o objetivo do imposto, que também já existe noutros países, é dissuadir o consumo e financiar o sistema de saúde nacional, já que as receitas reverterão a favor do Ministério da Saúde.

1 Comment