Produção

Delta Cafés a caminho da Arábia Saudita

Delta Q entra na Polónia através da Biedronka

O Grupo Nabeiro – Delta Cafés assinou um contrato com uma empresa local para a distribuição das suas marcas na Arábia Saudita. Numa nota enviada às redações, a empresa sublinha que “este acordo é resultado da aposta na expansão do Grupo que continua a procurar novos mercados para crescer internacionalmente, contribuindo para a sustentabilidade do negócio.”

Os cafés da Delta começam a ser distribuídos no mercado saudita já em 2019, na capital Riade, nomeadamente no segmento office, através da marca de café em cápsulas Delta Q, e para todo o País através do canal online. De acordo com a Delta Cafés, a estratégia para este mercado passa também pela adaptação de alguns produtos “de acordo com as necessidades deste mercado”.

“A expansão internacional é prioritária a par da inovação para o crescimento do Grupo Nabeiro – Delta Cafés que pretende continuar a consolidar as marcas do portfólio em diferentes geografias e, em particular, neste território do Médio Oriente”, sublinha ainda a empresa nacional.

Rui Miguel Nabeiro, Administrador do Grupo Nabeiro – Delta Cafés, acrescenta que “para o Grupo Nabeiro a entrada na Arábia Saudita resulta da nossa forte aposta na internacionalização e é um passo fundamental no crescimento da empresa. A internacionalização continua a ser uma das prioridades estratégicas para o Grupo e pretendemos manter a trajectória de crescimento nos próximos anos, entrando em novos mercados e consolidando a nossa presença nas geografias onde já estamos presentes. Identificámos o parceiro ideal para a entrada no maior País árabe e a nossa expectativa é que este mercado se torne num dos mais importantes para a Delta na região do Médio Oriente. Este reforço, aliado à qualidade e expertise dos nossos produtos, nos vários mercados existentes, vai ao encontro dos nossos objectivos que passam por tornar cada vez mais a Delta como uma marca global”.

Atualmente, o Grupo Nabeiro – Delta Cafés, está presente em mais de 35 mercados internacionais, nomeadamente Espanha, França, Luxemburgo, Suíça, Angola, Brasil e China.