Produção

Coca-Cola lembra que “todos os adoçantes sem ou baixas calorias” usados em bebidas foram aprovados pela EFSA

“Consumidores querem garrafas de plástico”, diz Coca-Cola

A Coca-Cola emitiu esta quinta-feira (26 de outubro) um comunicado em que recorda que “todos os adoçantes sem ou de baixas calorias utilizados atualmente em alimentos e bebidas na União Europeia foram aprovados pela Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA)”.

Atualmente, existem 19 adoçantes sem ou de baixas calorias autorizados para utilização em alimentos e bebidas na União Europeia, uma provação que cabe à Comissão Europeia com base no parecer científico da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA). “O painel de peritos da EFSA que trata da segurança dos adoçantes é o Painel ANS (Painel Científico dos aditivos alimentares e fontes de nutrientes adicionados a géneros alimentícios da EFSA), um painel independente composto por membros nomeados com base em excelentes capacidades científicas comprovadas”, lembra a Coca-Cola.

“Estes e outros aspetos estão refletidos na recente atualização da monografia ‘Adoçantes de baixas calorias: papel e benefícios’ desenvolvida pela Associação Internacional de Adoçantes (ISA) cujo conteúdo ‘está baseado na evidência científica disponível’, e foi desenvolvido com a colaboração de um grupo de ‘cientistas e médicos que realizaram um grande trabalho de investigação em áreas de conhecimento da toxicidade, epidemiologia, apetite e saciedade, e gestão e controlo de peso para os adoçantes de baixas calorias’”, acrescenta.

A Coca-Cola diz também que a publicação destaca “o processo regulatório para adoçantes de baixas calorias é muito exaustivo e objetivo, e obter aprovação de um novo adoçante de baixas calorias é geralmente moroso, trabalhoso e dispendioso, através de um rigoroso processo de aprovação, que geralmente demora entre 10 a 20 anos”.

1 Comment