Quantcast
Retalho

Vendas no comércio a retalho caem 3% em julho em Portugal

Retalho

O Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho registou uma variação homóloga de -3% em julho, comparando com a evolução negativa de 5,7% no mês anterior, informa o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Já a variação média nos últimos 12 meses é de -1,5%, depois de ter caído 0,9% em junho e 0,1% em maio. A quebra média começa, de resto, no mês de maio, já que nos meses anteriores (janeiro, fevereiro, março e abril) os números do INE mantêm as vendas médias em campo positivo.

No que toca à evolução do índice agregado, o índice dos Produtos Não Alimentares registou uma redução de 5,4% (-8,2% em junho), enquanto o índice dos Produtos Alimentares assinalou uma variação nula em julho (-2,4% no mês anterior).

A variação em cadeia do índice agregado situou-se em 3,9% (5,3% em junho), mostram os dados do INE. O agrupamento de Produtos Alimentares passou de uma diminuição de 6,4% em junho para um aumento de 4,5% em julho. Os Produtos não Alimentares aumentaram 3,4% (17,2% no mês precedente).

Em termos nominais, a taxa de variação homóloga do índice agregado recuperou 2,9 p.p. face a junho, fixando-se em -5,2% em julho. O agrupamento de Produtos Alimentares registou uma variação homóloga nula, enquanto nos Produtos não Alimentares a variação situou-se em -9,5%. No mês anterior estes agrupamentos apresentaram reduções de, respetivamente, 2,1% e de 12,9%.