Opinião

Os desafios da supply chain para 2020

Filipe_Forte_Michael_Page_2

As empresas estão cada vez mais interessadas nos perfis de Supply Chain, no que eles podem aportar à organização e no seu contributo para o desenvolvimento da mesma, pelo que o mercado está cada vez mais atento a estes profissionais.

As funções de Supply Chain têm tido uma procura cada vez maior, de profissionais especializados, nos últimos anos, sendo que em algumas funções a procura tem superado a oferta, fazendo com que, de forma natural, os ranges salariais tenham crescido nos últimos anos.

Existem, neste caso, três grandes fatores para o crescimento dos ranges salariais em funções de Supply Chain:

  1. Aumento na aposta por parte das organizações em funções especializadas de supply chain
  2. Escassez de cursos especializados em supply chain (Licenciaturas; Mestrados ou Pós-graduações), o que leva a um menor crescimento do sector
  3. Escassez de profissionais especializados face às necessidades do mercado

Para fazer face ao crescimento constante na procura de profissionais para as funções em aberto, as empresas têm-se reinventado constantemente, apostando no crescimento interno (criação de boas segundas-linhas para cada posição), no crescimento horizontal (pessoas que trabalham noutras áreas dentro da empresa, focarem-se em supply chain), bem como na retenção e aposta dos seus talentos.

A Logística e Supply Chain também se tem reinventado e inovado nos últimos anos, sendo cada vez mais atrativa no mercado de trabalho, o que leva a que os profissionais a vejam de um modo mais positivo e aliciante, comparativamente ao passado.

Deixamos-vos igualmente as funções com maior procura em Supply Chain, para 2020: Demand Planner; Supply Planner; Traffic Manager, Responsável de Supply Chain, Diretor de Operações, Diretor de Transportes, entre outras, o que demonstra a aposta na especialização e nestas áreas;

O Supply Chain vai continuar a crescer nos próximos anos, pelo que caso goste, se empenhe e aposte neste sector, terá porventura um percurso profissional de sucesso nos próximos anos, pois estas estão cada vez mais próximas dos poderes de decisão e são cada vez mais importantes dentro das organizações.

Filipe Forte, Associate Manager, Engineering, Logistics & Supply Chain da Michael Page