Retalho

Missão Continente traz para debate tendências alimentares e sustentabilidade

Missão-Continente-logo

Alimentação Saudável: Para Nós, Para o Planeta” é o tema da 5.ª Conferência Portugal Saudável promovida pela Missão Continente.

Ao longo da manhã do dia 13 de março, o Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, será o palco que junta oradores nacionais e internacionais para debater se “Os comportamentos alimentares serão a chave para a sustentabilidade do planeta?”

O estudo Mudanças Climáticas e Terra do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) publicado pela ONU em agosto de 2019 alerta que o facto do sistema alimentar estar a contribuir para o aumento das emissões de CO2, para a perda de ecossistemas e redução da biodiversidade. O relatório adverte que o aquecimento global só poderá ser travado com a implementação de políticas que promovam a opção por determinados regimes alimentares, numa alusão a dietas com consumos equilibrados entre proteínas animais e opções vegetais, e com o desenvolvimento de práticas agrícolas sustentáveis.

Já o relatório desenvolvido pela Comissão EAT-Lancet (organização sem fins lucrativos, fundada pela Stordalen Foundation, o Stockholm Resilience Centre e o Wellcome Trust com a missão de catalizar a transformação do sistema alimentar) confirma o papel crítico que os hábitos alimentares têm na sustentabilidade ambiental e avança com o conceito da “dieta de saúde planetária”. Uma dieta que, se adotada por todos, permitiria alimentar 10 mil milhões de pessoas dentro de limites planetários seguros para a produção de alimentos até 2050, ajudaria a evitar a degradação ambiental severa e evitaria aproximadamente 11 milhões de mortes prematuras por ano.

Alinhada com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, a estratégia para a Neutralidade Carbónica em Portugal e o Acordo de Paris, a Missão Continente organiza a conferência que integra a agenda da “Lisboa Capital Verde Europeia 2020”.

De referir que a Conferência Portugal Saudável é um evento anual da Missão Continente que tem como objetivo reforçar o debate público sobre a importância da alimentação e do seu impacto na sustentabilidade económica, social e cultural do país.