Quantcast
Logística

Mercadona pioneira em Espanha ao apostar na distribuição urbana elétrica

A Mercadona anunciou esta segunda-feira, dia 09 de janeiro, ter começado a operar, em termos de distribuição urbana, com camiões elétricos. A retalhista espanhola, também presente em Portugal, tornou-se assim na primeira retalhista a fazê-lo no país vizinho.

De acordo com nota enviada às redações, fruto de uma colaboração com os fornecedores logísticos Disfrimur y Acotral, a Mercadona tornou-se também na primeira empresa do seu setor a realizar testes em Espanha com tratores 100% elétricos, o que representa um avanço pioneiro no seu processo de descarbonização do transporte até 2050, em conformidade com os compromissos estabelecidos no Pacto Verde Europeu para as emissões neutras.

 

Segundo explicado, está a ser testada a eficiência dos camiões elétricos, depois de analisar os desafios apresentados pelas suas características, fundamentalmente a sua autonomia reduzida para uma logística que funciona 24 horas por dia e a escassa infraestrutura de recarga existente.

Concretamente, os veículos elétricos testados são reboques até 44 toneladas que, graças à sua tecnologia, têm um alcance de até 300 quilómetros, com uma capacidade de carga de 33 europaletes.

 

A Mercadona estima que, anualmente, com esta solução, vai conseguir reduzir um total de 102 toneladas da sua pegada de carbono, permitindo que a empresa continue a avançar no seu modelo de logística verde, com o qual procura evitar possíveis riscos ambientais, minimizando as suas emissões.

“Neste sentido, é de notar que a empresa conseguiu alcançar em 2021 uma redução de 27% e que tem previsto, no âmbito da Lei das Alterações Climáticas de maio de 2021, certificar uma redução de 30% nas suas emissões logísticas para a atmosfera até 2023. Da mesma forma, estes camiões também reduzem a poluição sonora, emitindo aproximadamente 56dB, o que permite à Mercadona continuar a garantir com este tipo de transporte uma descarga noturna silenciosa e responsável para os seus vizinhos”, explica-se em comunicado.

 

 

Primeiros dois camiões elétricos rígidos de 21 paletes na sua frota própria

Além desta iniciativa pioneira, a Mercadona acrescentou à sua frota os seus dois primeiros camiões com emissões zero. Para tal, contou com a colaboração da Disfrimur, que instalou dois carregadores ultrarrápidos de até 180 kW nas suas bases de Alicante e Múrcia, com o apoio da Iberdrola, para os recarregar em apenas duas horas e um quarto.

 

Os primeiros testes com estes veículos, que foram fabricados pela SCANIA, foram realizados em Alicante, nas rotas que permitiram à empresa abastecer de forma experimental um total de 4 supermercados. Os novos camiões incorporados na frota própria da Mercadona têm uma capacidade de carga de 21 paletes, uma autonomia de 200 quilómetros com equipamento de refrigeração e geram uma redução anual nas emissões de CO2 de 111 toneladas.

Segundo José Ángel Llop, Diretor de Transporte da Mercadona, “fazemos parte de uma empresa responsável que sempre apostou na inovação como alavanca para o crescimento e sustentabilidade. Graças a este compromisso, conseguimos lançar este projeto pioneiro em Espanha, depois de demonstrar a viabilidade das rotas concebidas para este fim. Com este passo, não só contribuímos, como empresa, para reduzir a nossa pegada de carbono e proteger o ambiente, mas também reforçamos o nosso compromisso de fazer mais com menos recursos, reduzindo os efeitos no ambiente e promovendo a ecoeficiência”.

 

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever