Quantcast
Produção

Guylian vai deixar de usar óleo de palma

Guylian vai deixar de usar óleo de palma

Em 2019, todos os chocolates da Guylian deixarão de ser produzidos com óleo de palma. Numa nota enviada às redações, a marca diz ainda que pretende utilizar apenas cacau 100% sustentável até 2025.

Mieke Callebaut, CEO da Chocolaterie Guylian, defende que “queremos implementar métodos e receitas próprios da indústria de chocolates premium e, como tal, estamos a trabalhar arduamente para oferecer aos consumidores produtos de chocolate cada vez melhores em sabor, mas também mais sustentáveis e mais saudáveis”.

“Esta mudança implica um aumento significativo de custos para a empresa, mas acreditamos que este é o passo certo para a marca Guylian”, acrescenta ainda.

A marca tem vindo, progressivamente, a eliminar óleo de palma da sua produção, substituindo, em alguns casos, o produto por manteiga de karité e óleo de girassol. “O resultado são trufas com um sabor ainda mais intenso e uma textura mais cremosa, sendo em simultâneo um chocolate mais sustentável e mais saudável. Por exemplo, a nova receita da variedade La Trufflina contém menos 32% de gordura saturada e menos 16% de açúcar”, refere a marca.

A notícia surge depois de o Parlamento Europeu ter anunciado a intenção de banir a utilização de óleo de palma da cadeia de abastecimento europeia e de o ‘The Consumer Goods Forum’ e a ‘Fair Labor Association’ terem publicado um estudo que mostra que o trabalho forçado na indústria do óleo de palma está longe de terminar.