Quantcast
Sustentabilidade

Embalagens de bebidas sem gás e sumos da Coca-Cola já possuem 50% de PET reciclado

A Coca-Cola alcançou os 50% PET reciclado nas embalagens que coloca no mercado em Espanha e Portugal para as suas bebidas não gaseificadas.

A Coca-Cola alcançou os 50% de rPET (PET reciclado) nas embalagens que coloca no mercado em Espanha e Portugal para as suas bebidas não gaseificadas e sumos. Nomedamente, as garrafas Aquarius, Nestea, Powerade.

Em comunicado, a marca afirma que “a utilização de 50% de plástico reciclado nestas garrafas significa não utilizar 2.000 toneladas de plástico virgem por ano e poupar 240 toneladas de CO2 na Península Ibérica”. Como parte deste processo, a Coca-Cola lançou a sua nova garrafa Aquarius ‘Orion’ para formatos de plástico PET de 0,5 litros, 1 litro e 1,5 litros em todos os sabores, com e sem açúcar. Esta garrafa é feita de 50% rPET.

“A nova garrafa de Aquarius ‘Orion’ é um novo marco na nossa estratégia de embalagem. Além disso, como já aconteceu com as garrafas de Coca-Cola ou Fanta, criamos uma embalagem icónica que é um exemplo de inovação e compromisso com a reciclagem e a economia circular”, explicou a Diretora de Estratégia de Embalagens para a Europa da The Coca-Cola Company, Ana Gascón.

O lançamento desta nova embalagem será seguido de outras iniciativas para atingir o objetivo de que todas as embalagens de plástico do portefólio da Coca-Cola em Espanha e Portugal sejam feitas a partir de rPET dentro da próxima década.

“Hoje em dia, cerca de 20% das embalagens que produzimos são embalagens de plástico PET. Queremos desempenhar um papel importante na criação de uma economia circular a longo prazo nas embalagens. Isto significa trabalhar para eliminar a utilização de plástico fóssil virgem nas nossas garrafas e investir na inovação para aumentar a utilização de plástico reciclado”, disse o VP Customer Service & Supply Chain, Coca-Cola Europacific Partners Iberia, diz Pedro Vinhas.