Quantcast
Retalho

Abertura da economia fez e-commerce ‘cair’ cerca de um quarto

Segundo um estudo recentemente divulgado pela fintech portuguesa euPago, o volume de compras através de canais online caiu a pique desde o início da abertura da economia lusa, no início de abril.

De acordo com a empresa especializada em pagamentos, as vendas online caíram 25% em junho, face ao volume de vendas registadas em março de 2021, algo que poderá ser explicado pela reabertura dos espaços comerciais e abrandamento da incidência da pandemia.

 

Analisando os dados de 200 clientes de diferentes áreas de negócio, a euPago, através do CEO da empresa, Telmo Santos, assegura que este cenário de quebra foi registado de forma global por todas as empresas.

Segundo o explicado, as transações de março, em comparação com junho, caíram 13% em termos de número de transações, algo que, ainda assim, permitiu a este meio de pagamento continuar a sua reta de crescimento (aumento de cerca de 10%).

Agosto, contudo, apresenta um cenário de ‘recuperação’, sendo que se forem considerados os montantes transacionados nos primeiros dias do mês é agora expectável que o volume de faturação deste tipo de clientes [MB Way] ascenda aos 40 milhões de euros (mais 8 milhões do que em junho) e o número de transações cresça cerca de 40%.