Quantcast
Economia

Clima de consumo europeu retoma rota de queda

Após uma pequena subida em janeiro, o clima de consumo na Europa retomou a sua rota de queda, atingindo o menor em meses. Os dados da Gfk Portugal mostram que o clima desceu de 13,7 pontos para 11,5. Já as expetativas salariais e a disposição para adquirir algum produto/serviço, apresentaram variações negativas face a janeiro. As expetativas económicas foram as únicas a subirem.

Relativamente a este ponto, a variação foi de mais quatro pontos, com República Checa (+16 pontos), Portugal (+13 pontos) e Áustria (+10 pontos) a registarem as maiores subidas. Alemanha e Itália são os países com melhores expetativas económicas (24 pontos).

 

Já o indicador das expetativas salariais caiu três pontos, apesar de Eslovénia, República Checa e Polónia terem registado subidas (+12, +11 e +10 pontos respetivamente). A Hungria é o país com melhores expetativas salariais (25 pontos) e Portugal sobe cinco pontos face ao mês anterior e apresenta um indicador positivo de sete pontos.

Finalmente, a propensão para comprar caiu dois pontos. São a Grécia, a Letónia e a Hungria que registam as maiores subidas (+16, + nove e + nove pontos, respetivamente), com Hungria e Itália a liderarem a lista de países com maior propensão para comprar (37 e 21 pontos, respetivamente). Em Portugal, a predisposição para comprar subiu cinco pontos, mas manteve o indicador negativo.