Quantcast
Sustentabilidade

Lidl quer que algodão nos seus têxteis seja 100% sustentável até ao final de 2022

O Lidl quer usar apenas algodão 100% sustentável nos seus produtos têxteis até ao final de 2022, tendo associado-se à Cotton Made in Africa.

O Lidl quer usar apenas algodão 100% sustentável nas suas marcas de produtos têxteis até ao final de 2022. Em comunicado, a retalhista revela que para tal se associou à iniciativa Cotton Made in Africa, que tem como objetivo proteger o ambiente e garantir melhores condições para os pequenos agricultores.

A organização Cotton Made in Africa é  apoiada pela Fundação Aid by Trade. O valor ganho com o selo é posteriormente reinvestido nas regiões de cultivo, de forma a criar melhores condições de vida e trabalho para os produtores.

 

O selo está já disponível na nova coleção de pijamas e de roupa de cama do Lidl.