Economia

Défice da balança comercial aumenta 452 milhões de euros num ano

Défice da balança comercial aumenta 452 milhões de euros num ano

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), o défice da balança comercial atingiu, em julho de 2019, 1.751 milhões de euros, mais 452 milhões de euros que no mesmo mês de 2018.

O INE indica que, em julho de 2019, em termos das variações homólogas mensais, as exportações aumentaram 1,3% (-8,3% em junho de 2019), devido à evolução registada em ambos os tipos de comércio. As importações cresceram 7,9% (-3,7% em junho de 2019), sobretudo em resultado da evolução registada no comércio Intra-UE (+9%).

Excluindo os Combustíveis e Lubrificantes, em julho de 2019 as exportações aumentaram 3% e as importações cresceram 7,9% em termos homólogos (-6,2% e +0,2%, respetivamente, em junho de 2019).

No que respeita às variações face ao mês anterior, em julho de 2019, o INE indica que as exportações aumentaram 13,4% (-15,3% em junho de 2019) e as importações cresceram 7,2% (-8,2% em junho de 2019). As variações registadas em ambos os fluxos são resultado tanto do comércio Intra-UE como do Extra-UE, podendo estar em parte relacionadas com o facto de julho de 2019 ter mais 5 dias úteis que junho de 2019.

No trimestre terminado em julho de 2019, as exportações e as importações aumentaram, respetivamente, 0,5% e 5,9%, face ao trimestre terminado em julho de 2018 (+0,9% e +6,5%, pela mesma ordem, no 2.º trimestre de 2019).

Em julho de 2019, face ao mês homólogo de 2018, nas exportações registaram-se acréscimos em todas as grandes categorias económicas, com exceção dos Combustíveis e Lubrificantes que decresceram 20,8%. O maior aumento verificou-se nas exportações de Fornecimentos Industriais (+3,9%). Nas importações todas as grandes categorias económicas registaram acréscimos, destacando-se o Material de Transporte (+27,9%), sobretudo Outro Material de Transporte (maioritariamente aviões).

Em julho de 2019, tendo em conta os principais países de destino e os principais fornecedores em 2018, destaca-se o acréscimo nas transações com França. As exportações para França aumentaram 10,8% e as importações provenientes deste país cresceram 67%. Salientam-se os aumentos de Material de Transporte em ambos os fluxos, mais especificamente, Automóveis para transporte de passageiros nas exportações e Outro Material de Transporte (maioritariamente aviões) nas importações.