Quantcast
Sustentabilidade

Primark expande programa de algodão sustentável e quer formar 275 mil produtores

Primark expande programa de algodão sustentável e quer formar 275 mil produtores

A Primark expandiu o seu programa de algodão sustentável, querendo formar mais 125 mil pequenos agricultores de algodão através de métodos mais sustentáveis na Índia, Paquistão e Bangladesh, até ao final de 2023. Outro dos objetivos é aumentar em 60% a produção de algodão sustentável para os produtos Primark.

Em comunicado, a empresa nota que, desta maneira, o número total de agricultores abrangidos pelo programa passa para mais de 275 mil, um crescimento de cerca de 80%.

 

O projeto foi desenvolvido e lançado em programa piloto, na Índia, em 2013. Desde então, o programa expandiu-se para o Paquistão e Bangladesh e já formou mais de 150 mil pequenos agricultores, 80% dos quais são mulheres.

Os produtores de algodão vão ter formação durante três anos para abordar a dependência excessiva de fertilizantes químicos e pesticidas, a fim de preservar a biodiversidade e ajudar a mitigar as alterações climáticas.

 

Em média, os agricultores do programa utilizam menos 40% de pesticidas e fertilizantes químicos e menos 10% de água por acre, com um aumento de 14% no rendimento e crescimento de 200% nos lucros. No futuro, o programa vai centrar-se no restabelecimento da biodiversidade com 100% dos agricultores do programa a adotarem práticas mais regenerativas, até 2030.