Quantcast
Economia

Empresas querem suspensão imediata das tarifas adicionais sobre o comércio transatlântico

iStock  e

72 associações empresariais da Europa e dos Estados Unidos da América apelaram à remoção ou suspensão imediata de todas as tarifas adicionais e retaliatórias que afetam atualmente o comércio transatlântico. O apelo foi dirigido em carta à nova administração norte-americana, liderada por Joe Biden, e à Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyer, revela a Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE), em comunicado.

Entre os signatários está a spiritsEUROPE (spirits.eu), associação que representa o setor de bebidas espirituosas da Europa, e da qual a ANEBE é membro.

“A atual pandemia e o necessário encerramento de negócios não-essenciais continuam a afetar a economia global, incluindo os nossos setores que suportam milhares de empregos em ambos os lados do Atlântico. O prolongamento das disputas comerciais EUA-UE e a imposição de tarifas adicionais, que continuam a pressionar o comércio transatlântico, agravaram uma situação já de si difícil”, explicam as associações.

Em comunicado, a ANEBE recorda que em 2019, a Organização Mundial do Comércio autorizou os EUA a aplicarem tarifas alfandegárias às importações oriundas da União Europeia até um valor máximo anual de cerca de 7,5 mil milhões de dólares. Já no final de 2020, os EUA anunciavam um novo aumento de tarifas sobre alguns produtos da União Europeia. Tarifas adicionais que surgem depois da União Europeia ter decretado, no mês anterior, taxas aduaneiras sobre o equivalente a 4 mil milhões de dólares de produtos provenientes dos EUA.