Distribuição

Barral garante que creme de rosto BabyProtect é seguro apesar de retirado pelo INFARMED

O laboratório Angelini garantiu hoje, segunda-feira, 1 de Outubro, que apesar da retirada do Creme de Rosto Barral Babyprotect ter sido retirado do mercado pelo Infarmed, o produto é completamente seguro.

Num comunicado dirigido às redações, o laboratório sublinha que todos os ingredientes presentes na formulação partem das listas de ingredientes autorizados para utilização em produtos cosméticos e esclarece que a retirada do produto aconteceu por dois motivos distintos: O Infarmed detectou fenoxietanol- uma substância segura –  presente na produto, e a substância não está no rótulo – algo que os técnicos do Angelini garantem ser sido devido à concentração no produto final ser muito baixa: cerca de 0,01%. E também devido à “exigência do INFARMED de que todos os produtos no mercado tenham conservantes que pertençam a uma lista restrita de ingredientes (designada AnexoV) aos quais pode ser atribuída uma função conservante. Duas das substâncias que existem no Creme de Rosto têm efeitos antimicrobianos e são permitidas em cosméticos (phenethyl alcohol e ethylhexylglicerin), mas a função conservante não é a sua principal função: estão lá como hidratantes, tendo apenas secundariamente efeitos conservantes. Assim, como não constam do referido Anexo V, o INFARMED não lhes reconhece o seu efeito conservante.”, esclarecem.

A empresa adianta ainda que irá alterar a formulação do produto para incluir um conservante contante no referido anexo.