Consumo

46% dos portugueses dizem que o seu poder de compra está a diminuir

49% dos portugueses consideram que têm menos poder de compra do que em 2016

46% dos consumidores portugueses acreditam que têm este ano menor capacidade para adquirir bens e serviços do que em 2016. A conclusão é do mais recente estudo Observador Cetelem, que revela ainda que para 15% dos portugueses, por sua vez, o poder de compra tem estado a aumentar ao longo deste ano e que para 38% o poder de compra tem-se mantido estável.

Ainda assim, a diminuição do número de portugueses que consideram que o seu poder de compra baixou tem vindo a diminuir. De acordo com o estudo, “se em 2016 o total de consumidores nacionais com essa perceção tinha atingido 57%, em 2017 o valor baixou 11 pontos percentuais e ficou-se pelos 46%. Este é um número acima da média global dos 15 países inquiridos no âmbito do estudo, que é cerca de 37%.”

Pedro Camarinha, Diretor de Distribuição do Cetelem, refere que “notamos uma melhoria geral do poder de compra, porém quase metade dos inquiridos dizem que a sua capacidade financeira está a diminuir. A confirmar-se a tendência, poderá ter impacto no consumo interno, uma das alavancas para o crescimento da nossa economia”.

Para além disso, ficamos a saber que 25% dos portugueses consideram que têm um rendimento superior ao da maioria dos seus concidadãos, ao passo que para 39% o seu poder de compra é inferior. 37% dos portugueses indicam, ainda, que o seu rendimento se encontra dentro da média nacional.