Produção

PortugalFoods prepara nova abordagem aos mercados internacionais

PortugalFoods prepara nova abordagem aos mercados internacionais

A PortugalFoods quer investir cerca de seis milhões de euros, ao longo dos próximos três anos, para promover o setor agroalimentar português nos mercados internacionais. De acordo com a notícia avançada pelo Dinheiro Vivo, este é um valor 80% superior ao investido no último triénio e será repartido pelas empresas que integram a associação.

Amândio Santos, presidente da PortugalFoods, explica à publicação que este valor será aplicado em feiras e missões empresariais, assim como em três “instrumentos inovadores” que permitirão abordar o mercado internacional de uma nova forma.

Para além de um “radar de negócios”, que permita às empresas do setor analisar e monitorizar os mercados prioritários, a PortugalFoods quer apostar em “investigação pré-competitiva”, através da criação de uma plataforma em parceria com as universidades para avaliar, por exemplo, “as características que um produto precisa de ter para se adequar a determinado mercado, assim como num “laboratório colaborativo”, liderado por empresas, que contará com pessoas especializadas para darem “uma resposta rápida e eficaz aos desafios que a indústria identifique como prioritários desenvolver, quer através de linhas de investigação pré-definidas quer através de solicitações no momento”.

Segundo Amândio Santos, os mercados prioritários estão já identificados e incluem países já consolidados que é preciso reforçar, assim como mercados com “potencial”: França, Espanha, Reino Unido, Alemanha, Brasil, Angola, EUA, Japão, Coreia do Sul, Médio Oriente, China, Hong Kong, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Canadá.