Quantcast
Supply Chain 4.0

Logística: O futuro pode estar na automação e na robótica

Logística: o futuro pode estar na automação e na robótica

O Automation & robotics- the future of sustainable logistics da Supply Chain Digital revelou que o futuro do last-mile está na automação, mas a tecnologia de drones precisa de melhorias para que possa ser adotada, de forma generalizada. Esta perspetiva foi defendida pelo Business Transformation Leader da Capgemini Invent, Brandon Rael. Brandon Rael referiu ainda que “(…) a robótica, a automação e, eventualmente, os drones, serão a nova norma para os recursos de atendimento da supply chain” e acrescentou que “(…) a automação e a robótica serão uma necessidade absoluta para reduzir o custo de atendimento, eliminar ineficiências e otimizar processos”.

A automação em armazéns

O investimento em tecnologias de automação de armazéns, para o diretor de vendas da Element Logic no Reino Unido, Gavin Harrinson, justifica-se pelo aumento do comércio eletrónico, aliado à procura pelo atendimento rápido de pedidos online. Gavin Harrison referiu também que as utilizações de sistemas automatizados de armazenamento possibilitam às empresas implementar operações em ambientes não tradicionais como nas traseiras de uma loja de rua.

Walmart realiza entrega de encomendas por drone nos EUA

 

Brandon Rael apontou que, nas áreas da robótica e da automação, a tecnologia está mais avançada do que para drones e que a sua implementação em ambientes de armazém se encontra numa fase em que as soluções podem ser adotadas em larga escala. Já o Senior VP of Supply Chain, Innovation & Automation da Walmart, David Guggina, afirmou que a retalhista constatou que os drones podem ser uma solução para os clientes receberem as suas encomendas.

Recorde-se que a Walmart, nos EUA, expandiu a entrega por drones, até ao final do ano, oferecendo o potencial de chegar a 4 milhões de residências, com entregas em algumas localidades nos estados norte-americanos do Arizona, Arkansas, Florida, Texas, Utah e Virgínia.

Subscreva a nossa newsletter e não perca os principais projetos em termos de mobilidade na cadeia de abastecimento.