Quantcast
Retalho

Entregas de barco em Paris? Sim, vai acontecer pela mão da IKEA

A entrega de mercadorias tornou-se um dos eixos mais trabalhados por retalhistas e operadores. Com maior número de entregas para realizar, com uma capilaridade crescente, a mancha de poluição associada a este serviço acabou por aumentar. Porém, há uma batalha para melhorar este aspeto. E pode mesmo vir a ser uma batalha marítima.

Segundo o noticiado esta quinta-feira pela publicação Charged, a partir deste mês a IKEA em França passará a utilizar o Sena para fazer entregas no centro de Paris. Segundo o explicado a iniciativa visa “reduzir as emissões de CO2 das suas operações e melhorar os prazos de entrega na capital francesa”, sendo que a retalhista de origem sueca, para este efeito, estabeleceu uma parceria com a Box2Home, para lançar um esquema que utiliza o transporte de barco no Sena juntamente com veículos elétricos para a entrega final.

 

“A região de Île-de-France apoiou o projeto financeiramente e logisticamente como parte de um programa mais amplo para utilizar ainda mais as vias navegáveis ​​na França”, explica a Charged. A nova solução permitirá que toda a gama IKEA seja entregue por via fluvial na capital francesa, emitindo até cinco vezes menos CO2 do que a entrega rodoviária e poupando anualmente cerca de 300.000 quilómetros nas estradas parisienses.

“Estamos orgulhosos de ser pioneiros neste campo e introduzir entregas via Sena em Paris”, disse Emma Recco, responsável de desenvolvimento de negócios da IKEA França. “Com esta inovação damos um passo importante para apoiar o crescimento das entregas ao domicílio, reduzindo o seu impacto ambiental”, acrescentou.